A falta que você faz a você mesmo

Google image

Quando pensamos no que precisamos ter para sermos realizados em meio a essa sociedade completamente neurótica, é como se os nossos objetivos passassem a ser inalcançáveis. O fator primário para ter uma visão ampla sobre o que precisamos ter para ser feliz, é ter uma saúde emocional estabilizada, e claro, passou a ser uma prioridade.

Precisamos de saúde emocional suficiente para manter-se equilibrado em meio a toda essa chuva de informações, responsabilidades, atividades, e detalhe! Trabalhar para ter saúde emocional, parece que é tarefa quase impossível.

Porém, sabemos que precisamos manter a calma sobre todas as circunstâncias que nos rodeiam, e uma das mais tristes realidades que eu como missionário da igreja e também por fazer alguns atendimento de aconselhamentos, vejo que as pessoas estão se esquecendo de si, parece quase que impensável isso, mas é nossa realidade. Vivemos em uma das eras onde somos bombardeados por bilhões de informações, vivemos na era da modernidade, a era do entretenimento mas, ao mesmo tempo em uma era de pessoas completamente tristes e depressivas, além de uma juventude cada vez mais tímida, seja no aspecto social ou pessoal, jovens que não conseguem falar uma frase de se mesmo que não seja palavras tristes e mal ditas, completamente mal amada, além de pouco se ver algum que seja positivo sobre seu futuro. Jovens sem perspectiva de vida nenhuma, além disso magoada por sentimentos de ser usada(o) ou abusada(a) por alguém, por ter sido violado no bem preciso do valor ético moral e pessoal e íntimo, e não conseguem sair dessa realidade de vida completamente destrutiva que tem aos poucos consumido a vida de muitos homens e mulheres, jovens e adultos, isso sem falar que ainda dizem que estamos na era da modernidade, mas as pessoas nem sabem lidar com um “não”, pessoas que não podem ser contrariadas que decaem no abismo da amargura e de lá pretendem nunca mais saírem.

Pesquisas indicam de a casa duas pessoas uma poderá adquirir algum tipo de transtorno, fobia, doenças patológicas ou psicossomáticas, ou seja quase 3,5 bilhões de pessoas doentes por não saberem lidar com suas própria forma de pensar ou ver o mundo, por se negarem, negarem a si mesma a verem um outro lado, ver uma luz no fim do túnel, ver que uma das principais capacidades do ser humano é a capacidade da inovação, de buscar o novo, de correr atrás de uma vida melhor, mas que, para isso será preciso sair das margens dos seus problemas enxergar os horizontes que por mais distantes que estejam ainda existem e ele está esperando para ser conquistado por você.

Você precisa e precisamos juntos voltar para dentro de nós, refletir significa voltar para si e ver algo a mais do que mera formação corporal, biológica, mas um ser existente e pensante que pode mudar o rumo da sua história e de quem estiver ao redor. Na verdade existe algumas patologias que são desenvolvidas pela falta de si mesmo.

Doenças como transtorno compulsivo possessivo, são cada vez mais comuns em nossa sociedade, e segundo algumas teses de gestão da emoção, esse transtorno ou mais popularmente conhecido como ciúmes possessivo, é a falta de mim. Ou seja você quer do outro o que não consegue dar a si mesmo. É o desejo a vontade incontrolável de dizer o que é melhor ao outro, o que o outro precisa fazer para ser um bom marido, namorado, funcionário, etc. Sem notar que na verdade quem precisa de ajuda é ele mesmo e não o outro, ele é apenas um reflexo da vontade egoísta que muitos de nós temos de querer que tudo seja do nosso jeito.

Lembre-se: “Só subirá na vida quem tiver humildade para descer quantas vezes for necessário”. (Augusto Cury)

Lembre-se também do valor que você tem, e não se abandone, você não merece o desprezo que você da a você mesmo. Olhe para si mesmo como mais alguém que tem problemas mas que também tem vitórias, possui defeitos mas tem qualidades. Muitas pessoas conheço que são excelentes pessoas para os outros, más são carrascas de si mesmas, verdadeiro cobrador de si. Ao invés de ser tão bom para os outros doe a você mesmo um pouco dessa bondade para que você possa ser feliz e realizado, diga palavras bonitas como você diz aos outros a você mesmo, plante palavras de benção sobre você, elogie a se mesmo, cante pensando em você, ao invés de se culpar por não ter conquistado alguém ou algo.

Você precisa ser autor de se mesmo, da sua própria história como muitos que ainda que tenham falecido continuam vivas na história, você pode fazer isso. Comece agora a escrever um novo capitulo na sua vida, agora reformulando o script de derrotado para vitorioso. As cenas mais belas dos romances são escritas após perdas e decepções, elas fazem parte de uma história que tem sentido, para que não seja uma mera fabula, mas uma história real que é capaz de transformar vidas, e fazer novas histórias. E não esqueça de você mesmo, ​o ressentimento que existe dentro de você, pode ser curado com olhar de misericórdia para tua história.

Ninguém é digno do pódio senão usar os fracassos para conquista-lo. Afinal eles fizeram parte da sua caminhada, e te ajudou a não cometer os mesmos erros que vieram nas tentativas de conquistar seus sonhos.

Organize-se a partir de agora, reformule sua forma de agir de pensar, seja mais sorridente, faça surpresa para quem você ama sem ser em datas comemorativas, diga as pessoas o quanto elas são especiais. Plante coisas boas, sempre haverá época em que as flores brotarão e você contemplará o mais belo jardim, e voltará seus olhos e veja que você os plantou e hoje os contempla com alegria de um vitorioso.