Toxicidade que não afunda

Ela vive na beira, vive no abismo.
Tem a hipocrisia de um garoto de 15 anos.

Ela vive no sol, rola solta pelo ar.
Não sabe se comportar, nasceu para não se equilibrar.

Às vezes é feliz, e essas vezes são pequenas.
Veio da escuridão, não sabe o que é amar.

Se gruda na fraqueza, e transborda ciúmes e obsessão.
Não está preparada pra ir. Nunca estar disposta a partir.

Transforma seu ambiente em hostil.

A toxicidade, ela mora na cidade.
A toxicidade, ela vive em você.

Não se transforme na toxicidade, pois ela não afunda mesmo você sabendo nadar.