A minha respiração fica ofegante, o ambiente parece turvo, a minha garganta fecha, as cores somem, minhas mãos apertam, os cheiros evaporam, meus dentes rangem, parece que por um instante tudo para, parece que posso contar as gotas de suor que descem pelo meu corpo, estou entre o limbo e a realidade, entre o balbucio dos meus sentidos e a intensidade dos meus olhos, que vem claramente e estão fixos, focados, abertos, atentos, despertos, presentes, pulsantes… Teus!

— Hakim Atimukta (अतिमुक्त)

Like what you read? Give Hakim حكيم‎ a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.