O Que Queremos que o Senhor Faça
FLAFUT
61

Algumas propostas são interessantes.

Discordo da lista de jogadores que devem ser defenestrados: eu tiraria dessa lista Mancuello, Donatti e Cuellar, que tiveram poucas oportunidades e/ou foram muito mal utilizados, e tiraria até mesmo Márcio Araújo e Vaz, que podem ser reservas (jamais titulares).

Mas mesmo a adoção dessas propostas não será suficiente. É preciso retroceder todas as etapas. Realmente voltar à estaca zero.

O Flamengo precisa não só restruturar o Departamento de Futebol, mas refundar o próprio futebol do Flamengo. Estamos há muitos e muitos anos sem identidade, sem filosofia de jogo, sem estilo de jogo, sem diretrizes claras para nada.

Precisamos estabelecer de maneira clara valores e princípios sobre os quais todo o Departamento de Futebol deve ser alicerçado. Esses valores e princípios devem ser refletidos em cada contratação de jogador; em cada transição de pratas-da-casa para o time profissional; na escolha do técnico e de toda comissão técnica; em cada dividida dentro de campo.

É realmente se perguntar questões básicas: o que é o futebol do Flamengo? Qual é nossa filosofia de jogo? Quais conceitos estratégicos definem nosso estilo de jogo? Qual é o perfil de técnico e jogador que queremos? E assim por diante, sendo que todas as respostas devem ser norteadas pela resposta à primeira pergunta.

Se esse processo de redefinição do futebol do Flamengo não for feito, de nada adiantará trocar técnico, diretor, jogadores, médico, VP etc.

E esse processo deve ser refeito de tempos em tempos, digamos de 10 em 10 anos, porque o futebol dentro e fora de campo evoluem, então o Flamengo tem que evoluir junto, mas sem jamais esquecer suas tradições e sua História.

SRN

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.