Nefasta Loucura

Louca… Mas calada
Colo nos meus medos na escura madrugada
Sentindo a magia escondida nos meus erros
Que é liberada nos mais vis pesadelos
Morra, suma, deixe-me!
Não tenho coragem, livre-me!
Permita-me ser feliz… Tolo, ela responde.
Evolua comigo, não me abandone.