Representatividade. Sua contribuição é necessária!

Heitor Farias

Sabe aquela sensação estranha que sentimos quando estamos deslocados em algum ambiente?

Aquela sensação semelhante a de quando somos convidados para uma festa chique, porém nossa origem é pobre. Nossa primeira reação é achar que não deveríamos estar naquele ambiente, ou que aquelas pessoas são superiores a nós. Tentamos desesperadamente mudar nossa postura, nos convencemos que nossa aparência não convém com a ocasião. É angustiante!

Em tempos atuais, podemos nomear essa sensação de FALTA DE REPRESENTATIVIDADE.

“Pronto, lá vem o esquerdista fazer mimimi” — NÃO!!

A definição dessa representatividade já diz tudo: Representar com efetividade e qualidade o segmento ou o grupo o qual se faz representar.

Sendo assim, quero fazer minha contribuição pela causa e reforçar as consequências que a representatividade vai causar na vida da nova geração, principalmente das minorias.

Posicionamento na atualidade

Vocês já se perguntaram o por que das grandes marcas se posicionarem no mercado da publicidade? Por que os conteúdos da cultura pop tem sido mais alternativos? Já reparou que as heroínas da Marvel estão deixando de ser coadjuvante e estão sendo protagonistas nos filmes?

"MEU DEUUUS, O MUNDO ESTÁ CONTAMINADO COM A MALDIÇÃO DA LACRAÇÃO"

Isto é excelente! Já era tempo de entender que nossa realidade étnica não é um desfile da Victoria’s Secret. A verdadeira “família tradicional” não é branca, de olhos claros de descendência europeia. Segundo dados do IBGE, no Brasil só de indígenas existem cerca de 305 etnias que pronunciam mais de 270 idiomas.

Portanto, quero explicar o motivo para me inspirou a escrever esse texto:

Personagem Miles Morales em Homem-Aranha no Aranhaverso.

Confesso, foi a melhor experiência com cinema que já tive na vida. Homem Aranha no Aranhaverso colocou Miles Morales, um jovem negro do Brooklyn de descendência Latina e provou que os humilhados serão exaltados, ou melhor, também serão super-heróis. Foi genial!

Se você assim como eu é negro, sabe o quanto fez falta ter identificação com personagens de desenhos animados e HQs na infância. Porém, já se perguntaram o quanto isso pode impactar na nova geração?

Nos tornamos tudo aquilo que nos inspiram a ser

http://www.proximoepisodio.com/2018/02/criancas-recriam-cartazes-do-filme.html

Você frequentemente se pergunta o que um desenho/filme pode influenciar na personalidade de uma criança? Eu posso te explicar.

A representação das pessoas que nos inspiram na infância, moldam nossas atitudes futuras. Embora existam infinitas representações de homens brancos em particular, não há muitas versões de negros na cultura. A cultura tem um meio poderoso de dizer as pessoas o que elas podem ou não podem ser. No entanto, para as pessoas de cor as opções são bem limitadas.

Com o fortalecimento das grandes mídias, o debate sobre representatividade podemos influenciar pessoas na construção de valores, diversidades e igualdade social. Então é esse o momento de ensinarmos aquelas que estão começando suas vidas a importância de ver mulheres, gays, transexuais, lésbicas, negros, índios, asiático em posições de destaque. Só assim podemos construir cidadãos melhores.

E ai, já fez sua contribuição para fazer o mundo um lugar melhor?

Posicione-se, sua contribuição é necessária para construirmos um mundo diferente.

Obrigadx

Twitter: https://twitter.com/puutzheitor
Instagram: https://www.instagram.com/heitorfp/
Behance: https://www.behance.net/Hespeto
Linkedin: https://www.linkedin.com/in/heitor-farias-pereira-973498a8/

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade