Precisamos falar sobre suicídio

Entrei no Move ontem, por volta das 16h20, linha 51 direta. “Ufa, que sorte a minha, consegui a direta, em 20 minutos estou em casa”. Acontece que ônibus ficou parado por mais de 20 minutos, isso só na augusto de lima. Engarrafamento. E além disso, o ar condicionado não estava funcionando direito, estava bem abafado, ônibus cheio, eu em pé e passando mal. Situação bem desagradável.

Então entra uma moça, com um terço no pescoço, e nos dá a informação de que fecharam algumas ruas no centro porque um homem estava tentando pular de um prédio na rua São Paulo, você deve ter visto a notícia. E junto com essa informação, conversando com outras pessoas ali perto, ela e mais algumas pessoas que acabaram de se conhecer ali no ônibus, fazem comentários do tipo: “ah, esse povo que faz cena… quem quer se matar mesmo num fica fazendo drama não, vai lá e faz”, “a gente aqui morrendo [de calor] e ele vivo ainda”, “aff eu jogava ele lá de cima logo, que aí liberava [as ruas]”. Comentários regados de risadas. E nada cristãos.

Isso me deu um mal estar maior ainda. Não estava em condições de falar alguma coisa no momento (eu realmente não estava passando bem fisicamente), mas senti que precisa falar sobre isso publicamente.

Não sei você, mas eu conheço pessoas bem próximas de mim que já pensaram em suicídio, que já tentaram suicidar e que cometeram suicídio, pelo menos uma referente a cada uma dessas situações. E não, não era drama, não estavam fazendo cena, não estavam querendo “só chamar atenção e aparecer”. Precisavam de ajuda, de compaixão, solidariedade, e não de um empurrão pro buraco, como esse tipo de comentário.

Vamos pensar duas vezes antes de soltar esse tipo de comentário, ainda mais num lugar público. Vamos rever nossos pensamentos sobre tal assunto. Vamos nos informar mais. Observe quem está ao seu lado, seus familiares, seus amigos. Busque reparar mais, oferecer ajuda.

E ter mais empatia pela dor do outro, seja ele próximo de você ou não. Se fosse um amigo seu naquele prédio, imagine que comentários você gostaria de ouvir, e os que você não gostaria.

Deixo aqui um link do buzzfeed com algumas informações sobre o tema: https://www.buzzfeed.com/…/porque-precisamos-falar-sobre-o-…

E ainda um site que pode ajudar você que está passando por algum momento complicado assim: http://www.setembroamarelo.org.br

Like what you read? Give Helena Corrêa a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.