Teu olhar.

Sob o banho de teu olhar

Sob o banho do que não cabe
em teu olhar

Sob a água que jorra de teu olhar 
me banho

Sob a luz fria do banho fulminante
de teu olhar

Sob o tesão que brota indomável 
lavando meu nu

Sob a força que sobra de teu olhar 
escorro, derreto

Sob a sombra que salta de teu olhar
e me enreda

Sob o som que é música nascida
de nosso confronto

Sob teus olhos abandono meu corpo
minha carne em prece

Sobre os signos que nos rodeiam,
a marca de nossa certeza passeia em paz.

Maurício.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.