CONHEÇA O SISTEMA ERP E COMO ELE PODE AJUDAR SEU NEGÓCIO

Software tem sido vital para empresários que visam a otimização de processos e organização de diferentes departamentos dentro de empresas
Por Henrike Rebelo

As constantes oscilações da economia brasileira nos últimos anos fizeram com que empresários e lojistas se deparassem com um novo cenário: como melhorar os números e procedimentos de seus negócios de uma maneira eficiente e confiável diante de um cenário de instabilidade? Neste contexto desafiador, o software ERP (sigla em inglês que significa Enterprise Resource Planning), que numa tradução literal pode ser chamado como Planejador de Recursos da Empresa, tem se mostrado um excelente otimizador de processos e administração dentro das corporações.
 
COMO FUNCIONA
Imagine uma empresa com mais de 100 funcionários. Pelo porte, estima-se que ela seja dividida em diferentes departamentos com intuito de organizar e dividir funções. Justamente nas mais distintas tarefas que o ERP maximiza e mensura dados e informações para um balanço geral da situação de cada empresa: fluxo de caixa, compras a fazer, administração de folha de pagamento, lucratividade, pagamento de impostos, balanço contábil; todo o trabalho operacional e administrativo pode ser planejado por meio do uso do software. 
 
COMO USÁ-LO
O uso do ERP deve ser pensado a partir de dois pontos de vistas: o departamental e por segmento. Se entendem como departamentais atividades mensuráveis como contabilidade, finanças, faturamento, gastos, fluxo de caixa, entre outros. Já a visão por segmento avalia a particularidade da atividade de cada negócio. Uma empresa de construção civil tem diretrizes, investimentos e fornecedores totalmente distintos de um frigorífico, por exemplo. Suas cotações, negociações e atividades devem ser organizadas de forma voltada à sua atividade, portanto, o uso do ERP deve ser configurado levando-se em conta estes quesitos. 
 
POR QUE IMPLEMENTAR O ERP?
Com a otimização de processos proporcionados pelo ERP, empresas e lojistas podem reduzir custos e despesas em geral, além de diminuir erros em tomadas de decisões. Por meio do seu banco de dados, o software pode dimensionar qual produto ou serviço está em ascensão ou declínio em determinadas épocas do ano, interferindo de maneira positiva no planejamento empresarial. 
 
CONCLUSÃO
Diante do desafiante cenário econômico no Brasil, o ERP tem se mostrado um aliado indispensável para gestores que visam o controle total de seus negócios, maximizando e otimizando procedimentos e tomadas de decisões. Tem alguma pergunta, sugestão ou crítica? Deixe seu comentário.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.