12 regras para sobreviver na selva da Internet

Henrique Bastos
3 min readJul 31, 2019

A internet eliminou as distâncias e ainda não aprendemos a lidar com isso. O alto nível de ruído gera muita confusão, mas é possível sobreviver nessa selva aproveitando o que ela tem de melhor.

Desde que minha filha nasceu, eu automagicamente comecei a prestar mais atenção no comportamento offline e online dos jovens ditos nativos digitais.

Sim, virei um tiozão e tenho me impressionado com a minha dificuldade em compreender como as pessoas caem repetidamente em “cascas de banana digitais” plantadas estrategicamente nas redes sociais.

Por vezes tenho a sensação que nativos digitais são como peixes que desconhecem a existência da água e com isso não compreendem suas reais propriedades.

Observando algumas tretas, eu cheguei em 12 conselhos que eu daria à minha filha hoje para ela usar a internet como uma ferramenta para ampliar seus caminhos possíveis.

Está longe de ser uma lista acabada, mas acredito que existem pontos relevantes.

Se vocês tiverem complementos, é só responder nos comentários.

1. A internet não é extensão do seu quarto.

Porte-se como se estivesse em público, principalmente nas redes sociais.

2. Na internet não tem delete.

Jamais exponha seus assuntos privados.

3. Respeite o feed e o conteúdo alheio.

Não é porque você pode ler, que o espaço do outro se torna público. Muito pelo contrário, trate-o como privado.

4. Não caia na ilusão de que na internet pode tudo.

Ela existe em um mundo real e com regras. Ignorar isso lhe poderá lhe trazer consequências desagradáveis.

5. Aprenda a escrever bem.

Assim seu texto poderá, ao mesmo tempo, ser firme e manter o espaço necessário para você mudar de ideia quando aprender algo novo. Mudar de ideia é natural e faz parte do progresso de qualquer um.

6. Ataque ideias e não pessoas.

A forma do texto te ajudará na delimitação desta fronteira. Aprenda a escrever melhor.

7. Não confunda disputa de força com diálogo.

Nunca negocie com haters e militantes.

8. Jamais peça desculpas por um erro que você não cometeu.

Não morda a isca de tentativas de sequestros de narrativa.

9. Cascore!

Interação é um esporte de contato e criar casca grossa lhe dará resiliência emocional sem implicar na perda de sua sensibilidade.

10. Se receber uma crítica, assimile se achar pertinente.

Mas não se sinta obrigada a responder. Principalmente se vier de uma pessoa aleatória que entrou na discussão pelo flamewar.

11. Use sempre a mínima força necessária.

Se entrar em uma discussão acalorada e você estiver com a razão, estenda a mão ao outro assim que ele indicar reconsiderar sua posição. Jamais tripudie, assim você poderá ter a oportunidade de sair de um conflito com uma nova amizade.

12. Busque a verdade.

Se entrar em uma discussão acalorada e você estiver equivocada, mude sua posição. Entenda como aprendizado e estude a falha no seu raciocínio. Isso será tão mais fácil quanto você praticar o conselho 5.

--

--

Henrique Bastos

Eu crio e invisto em iniciativas que promovem a autonomia das pessoas | Me encontre em: https://linktr.ee/henriquebastosnet