Pois é

Quando só há certeza

Muito se fratura o acaso

e o viver será datado


Quando só há verdade

Tudo espelha porosidade

e o vazio se iguala ao não


Quando só há necessidade

Nada contém coração

e o destino é um costume


Mas, quando há o talvez

Ridículo é tentar prever

e o acidental é o que rompe.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Henrique Emanuel’s story.