O Peso do Amor

pinterest

sempre achei que era o culpado de toda a dor que sentíamos.

de cada lágrima que caia em meu colo, mas não era minha.

de todas as vezes que o mundo acabou.

sempre achei que amava menos.

minha reação ao teu afeto excessivo beirava a submissão. esmagado pelo peso do amor. exaustado.

pensando no próximo passo
palavra
parada
volta pra casa.

escondia-me entre as vestes
buscando nos cantos de mim
palavras de afeto
que a fizesse ouvir

ou entender
que não desviava o olhar
por não querer te ver

mas por receio 
de perceber 
através deles
o medo de te perder.

consumido por dentro.
cada vez mais culpado. 
mais pesado. 
imobilizado.

de mãos dadas com minha companheira mais antiga. Ela. dona das minhas decisões. comandante dos meus pensamentos.

Ela.

que me prende na cama como nenhuma outra jamais conseguiu. tortura-me com memórias falsas de um passado que nunca existiu.

“E se?” — Sussurra em meu ouvido com a voz mais familiar que já ouvi.

o fim foi sentir o final que estava por vir.

inevitável. doloroso. nada sutil.

e outra vez, joguei a culpa em mim.

afinal, você nunca fez nada, né?