A filha da mãe

Vocês já passaram para aquele momento em que de filha se tornam mãe da mãe? É engraçado, de fato você toma posse de um orgulho diferente dessa pessoa que sempre te ensinou e agora aprende contigo também. Mais ainda, quem disse que isso aconteceria na fase idosa? Que nada, no auge, apenas!

Unsplash

De primeira, a lição com cuidar da saúde e deixar o sedentarismo. Hoje, sou eu quem luto e fico me arrastando a la urso polar, evitando a academia. Procrastinando e dou até a desculpa de que a música do lugar é ruim.

Ela, quatro vezes por semana de maneira religiosa nas aulas de Zumba. Agora chegou em casa com uma história de que “tá participando de um desafio”. Outra vez comprou uma blusinha da turma da zumba e no dia da festa junina, tinha que ir à caráter. Por muito menos esforço eu já cancelei as coisas e voltei a dormir. Nessa conversa, já se foram 16 kg a menos enquanto eu prossigo — do meu jeito — para passar dos -10kg há meses.

Tem a corrida também. Quando foi pela primeira vez, foi só. Um mês depois, 9 mulheres, com seus filhos, suas dobrinhas e cansaço do dia a dia, todas vizinhas, passaram a acompanhar também. Dá ou não orgulho?

Unsplah

A confiança que ganhou é incrível. No meio em que ando (sim, eu ando com ela, não tenho vergonha) se tornou mais popular do que eu, ninguém mais vem falar comigo primeiro, é com ela. Na real? Entregar o holofote é muito melhor. Fica muito claro o valor que você precisa dar, afinal, tem muita gente querendo o aconchego da que eu chamo por mãe. Amo como a amam.

Ah, nem contei que por conta do meu gosto pela cultura latina, há uns 4 anos ela já assiste/escuta/ fala sem pestanejar. Agora veio a nova. Passou para a turma de espanhol e já começou a aula. Me disse que tenho que comprar um caderno pra ela, bolsa e afins. Em um ano tão decisivo e marcante pra quem se limitou a cuidadora, a figura mãe tem feito parte de diversos momentos, de maneiras diferentes. Novas.

Aos 41 anos dela, 27 meus, eu vejo que a gente só começou a trocar experiência. Com essa de uma nova língua, aquelas promessas e sonhos mais guardados começaram a se agitar no peito e te digo: quanto mais honra ao teus pais, mais ainda serão os teus dias e num Terra que só Deus dá.

Nessa Terra em que eu vivo, podem brincar, zoar até e chamar de “filhinha da mamãe”. Toda vez que escuto algo assim me soa como um “que sorte a minha”. Mal posso esperar pela próxima aventura. ❤