Ilustração: Ron Hicks

[eu]

eu tiro a roupa pra você
camisa, calça, calçado
eu tiro a pele pra você
eu tiro a carne pra você
deixo você ver até minh'alma
desnuda, nuda, muda.

eu deixo que me toque
rosto, tronco, coração
eu deixo que me cubra
eu deixo que me penetre
deixo você usar até meus sussurros
agudos, roucos, agudos.

eu deixo que note minhas marcas
nas mãos, pernas, costas
eu deixo que note meus flagelos
eu deixo que note meus lamentos
desesperados, parados, esperados.

mas não quero que vá, nunca
a pé, de ônibus, de trem
mas não quero que vá, nunca
comigo, sozinho, tranquilo
mas não quero que vá, jamais
me largando aos prantos, só.