“A Vigília Perdida” de Nadeem Aslam

A dica literária dessa semana é o livro ‘A Vigília Perdida’ do escritor paquistanês Nadeem Aslam, lançado em 2008.

Ao longo do livro, acompanhamos alguns fragmentos da história de personagens no Afeganistão logo após a invasão do governo norte americano em retaliação ao atentado do World Trade Center, em Nova York, no ano de 2001.

Laura, uma russa em busca de notícias de seu irmão Benedikt, que sumiu após ter ido para o Afeganistão em missão militar do governo soviético para tentar converter o país muçulmano em comunista. David e Marcus, um inglês e outro americano que moram no Afeganistão. Um deles (David), médico que se mudou ainda nos anos 80 da Inglaterra para Cabul, foi casado com uma afegã e, por se tratar de um casamento realizado por uma mulher, para os muçulmanos extremistas o casamento não se valida, assassinam a sua mulher Qatrina considerando-a uma infiel por ter se casado com um ocidental e cortam uma das mãos de David. Além do personagem Casa, um afegão que se envolve com os ocidentais ajudando-os em algumas pequenas tarefas, porém já se envolveu, no passado, com o Talibã, participando inclusive de um ataque terrorista a uma escola gerida por David e que matou diversas crianças.

Lara é hóspede na casa de David enquanto busca notícias de seu irmão e vive a rotina de um país sob ameaça constante de organizações extremistas como o Talibã, que proíbe escolas para as crianças, música e qualquer outro instrumento musical, proíbe que as mulheres trabalhem, apenas que mendiguem pelas ruas cobertas com suas burcas e sem contato com homens.

O livro é intercalado entre pequenos recortes das histórias desses personagens e a rotina do país assolado pela guerra e a miséria, além de alguns extratos de textos e interpretações do livro sagrado do Islã (o Corão). Lendo este romance podemos entender algumas das atitudes extremas de seus fiéis, uma ideia do que o Corão prega para essas pessoas e a difícil sobrevivência para uma mulher muçulmana em meio a um ambiente hostil e repressor.

Nadeem Aslam nasceu no Paquistão e se mudou para a Inglaterra, com sua família, aos 14 anos de idade. Começou muito cedo a escrever, ainda no Paquistão, aos 13 anos quando publicou um pequeno conto em uma revista literária de seu país. Estreou na literatura em 1993, porém seu reconhecimento internacional deve-se ao seu sucesso editorial Mapas Para Amantes Perdidos, publicado em 2014, e que demorou quase uma década inteira para ser concluído.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Hilton De Souza Marques’s story.