Fatos da atual Política Brasileira x Fatos Históricos

O objetivo desse texto não é polemizar, muito menos comparar, apenas vou citar fatos históricos e fatos da atual política brasileira. Apenas reflita!

Diante das maiores crises econômicas políticas e sociais é comum surgir ideias extremistas (direita ou esquerda, não importa). Vejamos: Rússia (1917), Itália (1922), Nova Iorque (1929), Alemanha (1933), Itália, Cuba (1959), enfim, e a lista continua.

No Brasil, temos os ditos “movimentos sociais”, como o MST, CUT e UNE que recebem ajuda financeira do governo, bancos públicos e empresas estatais para apoiar fielmente o atual governo - auxiliar na reforma agrária, os trabalhadores ou estudantes transformou-se no objetivo secundário dessas organizações. O Partido Nazista criou em 1923 a força paramilitar SA (“Sturmabteilung” — que depois se transformou na famosa SS) para “proteger” e apoiar seus membros em comícios e discursos.

No Brasil, o ex-Presidente Lula disse, após depoimento na Operação Lava Jato da Polícia Federal “…se me prenderem, eu viro herói. Se me matarem, viro mártir. E, se me deixarem solto, viro presidente de novo”. Em 1923, Hitler foi preso ao tentar um golpe de Estado em Munique, no evento conhecido como Putsch da Cervejaria, utilizando seu julgamento para disseminar a propaganda nazista que o levou ao poder.

No Brasil, a atual Presidente Dilma Rousseff foi pressionada a convidar Lula para ser Ministro de seu governo, com o objetivo de garanti-lo o foro privilegiado na tentativa de evitar a possibilidade de sua prisão. Em 1933, Hitler foi nomeado Chanceler pelo então Presidente Hindenburg, após pressão insuportável do Partido Nazista; sendo que, após uma série de decretos, em poucos meses a oposição política foi liquidada e Hitler assumiu o controle autoritário da Alemanha.

No Brasil, os marqueteiros do PT utilizam a estratégia do medo para manipular seus eleitores, como foi o caso do medo de acabarem com o programa social Bolsa Família, medo da crise econômica para tentar aprovar a CPMF, etc. Essa mesma estratégia foi utilizada na Alemanha Nazista para difundir o ódio aos judeus e aos demais “inimigos” do Estado.

Termino com a seguinte frase:

“Uma mentira dita cem vezes, torna-se verdade um dia”

Adolf Hitler

Reflita!

*imagem da propaganda partidária veiculada em 2014.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.