IMPRESSÕES DE UM PAI DE BEN (um ano e um mês alegrando vocês)

Quando alguém te vê com filho novinho e diz ‘aproveita que passa rápido’, há uma tendência em não acreditar. Mas é verdade. E quanto mais os pequenos vão crescendo, mais se percebe que o tempo voa. Incrível como tem momentos em que os ponteiros parecem não andar, mas ‘at the end of the day’, a gente olha pra trás e realiza que tudo acontece em um piscar de olhos. O Benjamin, por exemplo: ainda ontem tava ali esboçando um sorriso tímido e banguela. Agora tá ae, com essa boca cheia de dente estendida de uma orelha a outra. Há pouco só grunhia um benjamês meia-boca. Hoje em dia já se comunica com sons mais nítidos — do jeito dele, claro — e até pede ‘aúa’ quando quer. Antes era temido pelos gatos, mas se resolveram e andam bem brother. Caminhar ainda não caminha, e ainda assim dá pra dizer que voa alto. E a gente tem de se equilibrar na corda bamba pra acompanhar esse ritmo frenético de transformações. Foto: @graci_vargas #vemnimimbenjamim

Like what you read? Give Homero Pivotto Jr. a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.