Growth Mindset nas escolas? O que é e quais lições posso levar para minha prática docente.

Henrique Gomide
Feb 20 · 7 min read

O objetivo deste post é revisar os atuais resultados de pesquisa sobre Mindset e seu impacto na educação.

Para atingir esse objetivo, responderemos às seguintes perguntas:

  1. O que é Mindset?
  2. O que as pesquisas científicas dizem sobre Mindset?
  3. Quais são as lições você pode levar para a prática docente?

O que é Mindset?

Mindset é uma abordagem da Psicologia. Mindset pode ser traduzido como “Mentalidade” é está ligado diretamente às escolas da Psicologia que trabalham motivação.

Livro Mindset. Disponível em português. Ed. Objetiva.

Carol Dweck é uma das principais autoras do assunto e diretamente responsável pela popularização do termo Mindset. Se você quiser se aprofundar no assunto, recomendo a leitura do livro “Mindset: A Nova Psicologia do Sucesso” e este vídeo (legenda disponível em português).

Mindset e Educação

Qual a importância do Mindset para a Educação? Pense no seguinte problema:

Você recebe o resultado prova; sua nota: 4 em 10. O que você prefere ouvir como comentário da professora?
1) Ei, você ainda precisa trabalhar no conteúdo;
2) Ei, você foi mal na avaliação.

Estes dois comentários estão ligados diretamente a como entendemos o conceito de inteligência, definida grosseiramente aqui como “a capacidade de aprender”.

No primeiro comentário, temos como pressuposto que o estudante ainda não está pronto embora ainda haja espaço para seu desenvolvimento. Isto é, entendemos que a inteligência é fluida. Se ela é fluída, é possível desenvolvê-la.

No segundo comentário, temos a impressão de que não há espaço para o desenvolvimento. O que foi feito está feito. Ponto. Temos como pressuposto que a inteligência é fixa e há pouca possibilidade para seu desenvolvimento.

Hora do teste. Antes de seguirmos, responda à pergunta. Como você classificaria o primeiro e o segundo comentários da professora acima? Alternativas: a) mentalidade de crescimento (Growth Mindset); b) mentalidade fixa (Fixed Mindset).

Respostas: a) Mentalidade de crescimento (Growth Mindset); b) Mentalidade fixa (Fixed Mindset).


O que as pesquisas científicas dizem sobre Mindset?

Fonte:

Não sei quanto à você, mas acredito intuitivamente que devamos trabalhar a mentalidade de crescimento — Growth Mindset. Uma das premissas da profissão docente é acreditar na capacidade de desenvolvimento de nossos estudantes. Mas opinião é igual a bunda, cada um tem a sua. Vamos ver o que as pesquisas acadêmicas nos dizem.

Estudantes que possuem mentalidade de crescimento tendem a apresentar melhores resultados em exames de avaliação [1,2]! Apresento o resultado de uma pesquisa transversal feita com aproximadamente 160 mil alunos do 10 ano no Chile.

O objetivo do estudo foi avaliar se o tipo de Mindset — crescimento versus fixo — do estudante estava associado com as notas em matemática e língua espanhola. O tipo de Mindset foi avaliado a partir de duas afirmações: a) “Pode-se aprender coisas novas, mas não se pode mudar a inteligência de uma pessoa”; b) “A inteligência é algo que não se mudar muito”. As possibilidades de resposta foram: Concordo muito, Concordo, Concordo um pouco, Discordo um pouco, Discordo e Discordo muito.

O resultado geral da pesquisa foi, que após controlar diversos fatores como escolaridade dos pais, renda e região geográfica, o Mindset foi um fator significativo, respondendo a 13% da variação total dos escores, variação semelhante quando comparado com variáveis sócio-econômicas (i.e., renda familiar).

Na figura acima, extraída do mesmo estudo, podemos observar que estudantes que possuíam Mindset de crescimento (linha tracejada) apresentaram resultados nos testes maiores que os alunos de Mindset fixo (linha contínua), independente da renda familiar — eixo X. O eixo X representa a renda familiar dos alunos separadas em , o que significa quanto maior o número, maior a renda.

Qual a limitação da pesquisa? Por ser um estudo transversal, não é possível determinar o que veio primeiro: a) estudantes com melhor desempenho passaram a ter Growth Mindset ou b) estudantes com melhor Growth Mindset passaram a ter melhor desempenho. Resumindo, não é possível saber nesse estudo o que veio primeiro: a galinha ou o ovo. No entanto, outros estudos convergem com o resultado encontrado, mostrando que o tipo de Mindset afeta o desempenho acadêmico [1,3].

Com base no que discutimos até agora, podemos concluir que, se o tipo de Mindset influencia o desempenho acadêmico, então nós, educadores, devemos ensinar o tipo correto de mentalidade (Growth Mindset).

Inclusive, estes programas ficaram tão populares nos últimos anos que associações não governamentais e empresas começaram a financiar pesquisadores e fundações de pesquisa — Bill and Melinda Foundation, Departamento de Educação dos Estados Unidos[4]. Enquanto isso, no nosso país, estávamos preocupados discutindo a existência da doutrinação marxista e das mamadeiras de piroca…

Vamos agora avaliar se estes programas de Mindset funcionam.

Até aqui tudo lindo, certo?

Hora do balde de água fria. Em março de 2018, um grupo de pesquisadores publicou uma metanálise sobre a eficácia dos programas de Mindset[4]. De maneira muito resumida, uma é uma revisão sistemática dos estudos publicados da literatura científica. O objetivo desse tipo de estudo é ter uma ideia geral se um tipo de programa ou intervenção funciona para uma determinada população. No nosso caso, se programas/intervenções de Mindset aumentam o desempenho acadêmico.

Os autores revisaram um total de 273 estudos sobre Mindset! 273! Eles demarcaram dois objetivos: 1) avaliar a associação entre Growth Mindset e rendimento acadêmico e outros fatores que podem estar associados e 2) examinar a efetividade das intervenções de Growth Mindset e rendimento acadêmico. Vamos discutir os resultados principais apenas. Recomendo a leitura do trabalho completo. Caso você tenha treinamento científico, leia porque o trabalho é metodologicamente fantástico!

Existe associação entre Growth Mindset e rendimento acadêmico?

Após revisar os resultados de 273 estudos, os autores concluíram que há associação entre Growth Mindset e rendimento acadêmico. No entanto, essa associação é muito fraca (r = .0,10). Vamos à segunda pergunta.

Os programas de intervenção em Growth Mindset são efetivos?

Vimos acima que a associação existe embora fraca. Próxima pergunta. Será que programas que buscam mudar o mindset dos alunos são capazes de aumentar o desempenho acadêmico?

Para este responder ao segundo objetivo, foram analisadas 38 amostras, totalizando 57 mil estudantes de diferentes faixas etárias: crianças, adolescentes e adultos. As principais conclusões foram: a) programas de mindset não são efetivos para adolescentes e estudantes que enfrentam dificuldades como mudar de escola. Há, no entanto, um potencial efeito para estudantes de condições socioeconômicas vulneráveis ou que estão sob influência de riscos (e.g., repetência, membro de grupo esteriotipado).

Esta metanálise, naturalmente, gerou repercussão acadêmica e Carol Dweck às conclusões da metanálise. De maneira resumida, ela disse que o efeito encontrado foi razoavelmente grande dada à natureza das intervenções de Mindset e que estas intervenções são custo efetivas, uma vez que ao receber o treinamento, o educador não gastará um centavo para aplicá-la.


Quais são as lições que posso levar para a prática docente?

Atenção! Nesta seção, boa parte das conclusões são extrapoladas dos resultados de pesquisa e são fundamentadas na minha opinião. Como dito acima, cada um tem a sua.

1. Elogie e valorize o esforço e trabalho dos seus alunos. É de graça.

Embora os dados de pesquisa mostrem apenas um pequeno efeito, ainda vale a pena elogiar o trabalho e esforço em vez de acreditar que seus alunos têm pouca capacidade de aprender. Você não necessariamente precisará de treinamento em mindset para adotar esta abordagem; muito menos treinar seus alunos a mudar o mindset. A cultura do esforço na educação está presente nos países que mais se destacam nas avaliações internacionais de acordo com a autora Lucy Crehan, autora do fantástico livro Cleverlands (Escreverei sobre o livro noutro momento).

2. Desconfie de soluções aparentemente simples para problemas complexos.

O fato de mudarmos nossas atitudes quanto à natureza da inteligência mudará radicalmente os resultados de nossos alunos? Bem, acreditar totalmente nisso, é desconsiderar que o processo de instrução é muito complexo e que uma solução simples é, no mínimo, improvável.

3. Desconfie de novos nomes para fenômenos antigos.

Se você é familiarizado com a literatura da psicologia social cognitiva, provavelmente você percebeu que mindset está relacionado diretamente com profecia autorrealizadora.

Vamos conversar sobre o assunto?

Deixe seu comentário e se você gostou, aplauda. :)

Referências

[1] Blackwell, L. S., Trzesniewski, K. H., & Dweck, C. S. (2007). Implicit Theories of Intelligence Predict Achievement Across an Adolescent Transition: A Longitudinal Study and an Intervention. Child Development, 78(1), 246–263.

[2] Claro, S., Paunesku, D., & Dweck, C. S. (2016). Growth mindset tempers the effects of poverty on academic achievement. Proceedings of the National Academy of Sciences, 113(31), 8664–8668.

[3] Haimovitz, K., & Dweck, C. S. (2017). The Origins of Children’s Growth and Fixed Mindsets: New Research and a New Proposal. Child Development, 88(6), 1849–1859.

[4] Sisk, V. F., Burgoyne, A. P., Sun, J., Butler, J. L., & Macnamara, B. N. (2018). To What Extent and Under Which Circumstances Are Growth Mind-Sets Important to Academic Achievement? Two Meta-Analyses. Psychological Science, 29(4), 549–571.

Henrique Gomide

Written by

Data scientist and pseudo-developer. Trying to make sense of the world through Philosophy and Science.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade