Guia UX60+: Como criar produtos digitais para os maduros

Hype60+
Hype60+
Dec 12, 2018 · 4 min read
Image for post
Image for post

Guia UX60+: Descubra como criar produtos digitais para os consumidores maduros

Olhe ao seu redor! A cada esquina há alguém com mais de 60 anos interagindo com um aparelho digital. Seja tirando fotos pelo smartphone, contando os passos no smartwatch ou assistindo a vídeos no Youtube, os maduros estão cada vez mais conectados. Mas será que as experiências digitais dos mais velhos são fluidas e intuitivas ou repletas de frustração por tentativa e erro?

Você já se perguntou como a sua empresa pode facilitar a navegação da população sênior por uma sociedade profundamente digital? Para orientar as empresas a criar produtos digitais inclusivos para os maduros, criamos o Guia UX para 60+!

Image for post
Image for post

Já são mais de 30 milhões de brasileiros acima de 60 anos no Brasil, um público consumidor ativo que tem dificuldades de encontrar produtos e serviços com usabilidade adequada a seu momento de vida. A cada ano, essa população cresce 3% no mundo inteiro — um passo mais rápido do que qualquer outra faixa etária — tornando ainda mais urgente o desenvolvimento de produtos inclusivos. Porém há um contraste com esses dados: apenas 30% das empresas estão planejando ações focadas no público 60+, segundo levantamento feito pela Economist Intelligence Unit.

Nós conversamos com diversos executivos e detectamos a preocupação de alguns deles em oferecer produtos e estratégias de marketing adequados para essas pessoas. Pensando nisso, fizemos um estudo aprofundado e compilamos os principais insights e estudos de caso”, relata a cofundadora do Hype60+, Bete Marin. O Guia UX para 60+ faz parte de uma série de novidades desenvolvidas pela consultoria de marketing para assessorar as empresas a desenvolverem produtos adequados e se relacionarem com o público sênior.

A publicação traz dicas práticas para criar design para esse público, pois leva em conta as diferenças de formação do cérebro, construção do pensamento e modelo mental, moldados e sedimentados ao longo da vida, refletindo em comportamentos de uso completamente distintos entre os seniores e os Millennials.

Com o Guia é possível entender as relações dos seniores com a tecnologia, compreender as diferenças físicas no consumo de produtos universais, quais os fatores que os inibem de usar as novas tecnologias, valores do design, estudo de caso com a Microsoft, as bases para o design 60+ e uma análise profunda sobre a lacuna entre o que o mercado oferece e o que os maduros procuram.

Mais do que um exercício de empatia, o Guia é um compilado de boas práticas para quem trabalha com criação de produtos e serviços com alto potencial de impacto. Quando você faz algo que funciona para o público 60+, também funcionará para todas as outras gerações. Design para seniores é design para todos”, esclarece Karen Bizanha, especialista em experiência do usuário e cofundadora do Hype60+.

Alguns produtos inclusivos já estão disponíveis no mercado. Um deles é o ownfone, considerado o celular mais simples do mundo. O aparelho, desenvolvido no Reino Unido, armazena 12 contatos e conta com uma bateria capaz de durar um ano sem recarga. Outro exemplo é o tablet para seniores, o Grandpad, que traz uma tela maior e usabilidade que prioriza contraste, com grandes letras e botões.

Apesar dos exemplos citados, o número de produtos e serviços voltados para os sêniores é reduzido. Segundo a pesquisa Tsunami Prateado, o levantamento realizado pelo Hype60+ e o Pipe.Social, as marcas falham em não conhecer ou até mesmo ignorar o esse consumidor. A cada 10 consumidores acima de 55 anos, quatro reclamam da falta de produtos e serviços voltados para eles. As categorias mais demandadas são: vestuário, calçados e acessórios (56%); alimentos para necessidades específicas (40%); serviços de turismo (36%); cursos no geral (31%); soluções para adaptação da casa (28%); produtos de beleza e higiene pessoal (27%); e cursos de línguas e intercâmbio (22%). Dizem que a atual oferta de produtos e serviços não atende a sua expectativa de consumo, já que são obrigados a consumir artigos que não foram desenvolvidos considerando as suas necessidades, e sim focados numa população mais jovem.

Um dos erros mais frequentes das marcas é a aposta em clichês: cores neutras; linguagem pastel, imagens pouco representativas e sem vida na comunicação. O Guia UX 60+ sugere um checklist para construir plataformas amigáveis para os 60+ que vai desde orientações práticas sobre o visual da página com uso de cores, ícones, texto e estrutura de UX, passando pela navegação, interações com usuário e itens que propõem maior facilidade de uso e simplicidade para uma interface moderna até dispositivos prazerosos de usar.


Originalmente publicado no site Hype60+.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch

Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore

Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store