Vou para onde meu coração mandar

Me mandaram seguir meu coração. Desculpe a palavra, mas foi um conselho de merda. Não tenho como ser sensata e ao mesmo tempo seguir meu coração, pois eu sei que no fim de todo esse entrelaçado de memórias e dúvidas, é exatamente até você que ele vai me levar. Tudo, TUDO me leva até você. Seja a música que tá tocando na rádio, o filme que acabou de estrear, ou até mesmo aquele trecho da Clarisse Lispector que a professora citou na aula. “Ele acharia isso engraçado.”, “Ele não deixaria o carro dele nesse estado.”, “ Se eu fosse ele, o que eu faria?”. Viu? Tudo leva a você. Eu sei, eu sei. Você avisou que isso aconteceria, mas eu realmente não achei que depois de tantos anos você ainda estaria tão presente na minha vida. Uma vez vi em um filme a seguinte frase: “Eu te amo, mas eu não gosto mais de você.”. Sim, ela se aplica a este caso. A vida seguiu, e segue sem você. Mas uma vez ou outra sempre virá uma lembrança, um carinho, um sentimento bom, e eu sei muito bem que você foi a causa disso. Então se tiver que seguir meu coração e for você que estiver no final, por favor, me espere de braços abertos. Você é meu fim.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.