O que circula na veia

Basta ter correndo nas veias
palavras fluindo livremente
a alma do poeta que eclode de dentro
Basta o sentimento aguçado
o olhar sensivel
o amor entranhado
o calor do momento
expresso,verbalizado
livre de preconceitos
livre de barreiras
livre de agruras
livre do medo de ser
Entregando-se ao desejo profundo
Escolhendo dar o melhor
juntando em verso
saindo ao mundo
sem curso
segue seu curso
improvavel
introspecto
certeiro

Mary Iara 
30/08/2014