PÁSCOA E RESSURREIÇÃO. TEMPO DE RECOMEÇO!

Nem ovo, nem coelho. A maior marca da Páscoa e ressurreição é saber que, em nossa vida, está tudo zerado e recomeçado de uma forma diferente e mais profunda, simplesmente, porque Jesus morreu e ressuscitou.

Na manhã do dia em que Jesus ressuscitou a primeira pessoa que chegou ao sepulcro foi Maria Madalena. Não foram os discípulos. Maria Madalena foi aquela da qual Jesus havia expulsado sete demônios. Teria ela ido por ansiedade? Teria ido por medo de não permanecer na nova vida que Jesus havia trazido para ela? Ou teria sido por gratidão?

Quando Maria Madalena vê o sepulcro vazio, corre para avisar aos discípulos. Pedro e João correm para ver o acontecido. Ficam amedrontados com o sepulcro vazio e nem lembram que Jesus havia predito que ressuscitariam. Eles voltam para suas casas. Mas, Maria Madalena, fica à porta do sepulcro. E, por ter ficado ali, ela foi a primeira a ver o Senhor Jesus ressuscitado.

Se Jesus não ressuscitasse, a vida de Maria Madalena voltaria a ser a mesma. Ele teria sido apenas um bom homem para ela e não o seu salvador. Ela queria mais. Ela não queria permanecer na vida anterior, por isso procurou grudar-se ao máximo no Salvador, e assim, teve o privilégio de ver a sustentação de sua vida realmente viva e em quem poderia confiar. Por ter se grudado ao Salvador, ela teve o privilégio de correr à cidade e anunciar a grande notícia àqueles que ainda estavam fracos e raquíticos na fé no Salvador.

Também se Jesus não tivesse ressuscitado, Pedro teria terminado sua vida, envolto em uma culpa profunda por ter negado o Salvador. A culpa o levaria a uma mágoa, ao isolamento, a falta de esperança, à depressão, enfim, uma vida sem propósito com morte física e eterna.

No entanto, Jesus ressuscitou!

Jesus morreu no lugar de Maria Madalena e de Pedro e em nosso lugar. A morte fez com que nosso pecado fosse perdoado, a ressurreição fez com que pudéssemos ter uma nova vida, livre de culpa, temores, escravidões e cheia de esperança e propósito. Porque Jesus ressuscitou, Maria Madalena agora podia ter a certeza de que sua vida realmente havia recomeçado. Os demônios não voltariam, pois o seu Salvador os expulsou para sempre e Jesus estava vivo para protegê-la. Porque Jesus ressuscitou, Pedro poderia agora recomeçar sua vida e viver para aquilo que o seu Senhor o havia chamado. Uma nova vida livre de culpa, mas cheia de ousadia, a ousadia em Jesus.

Assim é também para nós, e também o é para todo aquele que se achega a Jesus.

Por isto, a Páscoa e a ressurreição são dias de festa. Nossa vida pode recomeçar a cada decepção, frustração, perda e após cada ferimento. Nossa vida recomeça porque naquilo em que fomos feridos, poderemos oferecer perdão, pois o Jesus ressurreto nos capacita para liberar perdão.

A vida pode recomeçar depois da nossa queda, por Jesus ressurreto que antes morreu para lidar com a nossa culpa. Por isto, a Páscoa e a ressurreição podem ser comemoradas juntas, pois relembram o amor de Deus para conosco e o recomeço de nossas vidas.

Feliz Páscoa, Feliz Ressurreição, Feliz vida com Jesus.

Lisânias Moura, Pastor Senior

Like what you read? Give Igreja Batista do Morumbi a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.