2050

Hoje eu estava pensando, mentira, já faz um dias que realizei isso mas demorei muito para escrever esse texto, que eu muito provavelmente vou estar vivo em 2050. Se tudo der certo, se a vida não se comportar como vida, em 2050 eu terei 57 anos.

E aqui já começa mais um ponto bizarro desse pensamento todo, pois eu tinha certeza que estaria com pelo menos 80. Não há dúvidas que escolhi de forma correta cursar comunicação na universidade, e não algum curso voltado para a área de exatas.

Aliás, esse ponto que parece aleatório, e era aleatório até eu sair para comprar pão, o que me deu oportunidade para pensar no texto sem estar escrevendo-o, e isso faz uma grande diferença, mostra o quão longíquo eu penso que 2050 é.

Essa data me parece tão distante, mas tão distante, que eu ainda tenho certeza absoluta que nesse ano a Terra já vai ter sido dominada pelo robôs e a inteligência artificial, e os humanos vão estar em uma colônia em Marte se preparando para entrar em uma guerra que vai definir o futuro da raça humana, de novo (você acha que a tomada dos robôs foi pacífica?), contra alienígenas que tem o planeta vermelho como sua única chance de salvação, visto que o planeta onde eles moravam deixou de existir após a estrela do seu sistema ter conhecido seu fim e seu renascimento como um massivo buraco negro estelar.

Os aliens tem mais tecnologia do que os humanos, eles conseguiram viajar entre galáxias, enquanto nós mal conseguimos viver de forma "conhecível, entendível e confortável" em Marte. Em compensação nós temos mais soldados (cerca de 7 bilhões de humanos, éramos 10, porém 3 bilhões morreram na guerra), afinal, os robôs não são cruéis, eles aceitaram a debandada dos seus criadores após o término do conflito. Já uma nave que viaja galáxias é algo complexo, caro, e que toma muito tempo, o que impossibilitou a criação de uma espaçonave muito grande (posso estar sendo influenciado pela mitologia do Superman nesse ponto, acabei de pensar nisso enquanto revisava o texto), e também a feitura (sim, essa palavra existe, e sim, eu pensei nela antes de me lembrar do vocábulo: construção) de mais do que duas (existem cerca de 500 milhões de alienígenas).

Esses são meus pensamentos sobre 2050… Pensando agora, acho que podia ter dito tudo isso em uma sequência de tweets… Bom, agora já está aqui. Enfim… Como será 2050? E como serei eu com 57 anos? Eu desgosto de pensar no futuro.

P.S.: Já anotei essa ideia para escrever um livro, não a roubem! E sim, eu escrevo livros. Se pesquisarem meu nome aqui vão encontrar os seis livros que já escrevi.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.