A Morte é Eterna #68

Você é o último a ler esta newsletter. Caso queira mudar este fato me apoie no Apoia.se, pode receber essa coluna no domingo além de ganhar outras vantagens.


01- Pensei em substituir meu computador por um iPad Pro, mas é muito caro. Então deixa quieto;

02- A quinta temporada de House of Cards é brilhante em mostrar como o sistema eleitoral complexo dos Estados Unidos pode ser manipulado por pessoas que não possuem escrúpulos, a série também é corajosa em mostrar o casal Underwood como completos vilões (algo que eu não os via nas temporadas anteriores) e em mudar o protagonista. Uma temporada excelente;

03- A segunda temporada de sense8 é fantástica! Só por ela, e por aquele final, é uma grande pena que a série tenha sido cancelada;

04- Isso me lembra que por mais que seja legal pensar o contrário a Netflix não é nossa amiga, ela é uma empresa que precisa de lucros. Querem reviver sense8? Façam ela ser a série mais assistida do serviço;

05- Eu odeio profundamente quem inventou o auto-play;

06- Saudades de quando eu conseguia tweetar horrores sem falar nada;

07- Ter juntado a minha pós de Relações Internacionais com o MBA em Comércio Exterior foi uma merda, os focos são muito diferentes. Passo as aulas sem foco e sem entender quase nada, sou de humanas, não entendo negócios e planilhas de Excel;

08- Tem um filho da puta na academia que em todos os exercícios, inclusive na esteira, fica gritando e gemendo. Odeio esse tipo de pessoa com todas as minhas forças;

09- Poder dobrar a perna é algo simples mas que todos nós deveríamos dar valor. Estou com uma tala que restringe esse movimento e até sentar torna-se algo difícil, pois toda posição dói a coluna depois de um tempo pela falta de acomodação;

10- A primeira temporada de American Gods foi simplesmente sensacional. Fez jus a história, a estranheza, aos conceitos da obra prima do Neil Gaiman e conseguiu expandir pontos de forma bastante orgância e que enriqueceram em muito a trama. Espero ansiosamente pela segunda temporada.


A Última Noite no Circo: Ir ao circo é se divertir, é ver o impossível se tornar realidade diante de seus olhos. Mas será que tudo que os espectadores veem é apenas um show, ou será que a empolgação os impede de ver o que realmente está acontecendo no picadeiro?

Crônicas de uma Eleição: Quando o maior e mais antigo Partido perde seu candidato, apenas uma atitude ousada pode garantir uma chance de competição no próximo pleito. Uma revolução política em um meio corrupto no qual o que importa é apenas o poder.

Um Suicida no Céu — Uma Jornada de Escolhas: Um pecador caminha pelos Reinos do Céu, um inocente anda pelos Círculos do Inferno. A vida após a morte é tão misteriosa e complexa como a vida na Terra.

Uma Estória do Mundo: A natureza prove magia, a natureza prove tecnologia. A humanidade prove crenças, a humanidade prove guerras.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.