New Order marca seu nome na história com inovação e criatividade musical

A espera está chegando ao fim. É amanhã! Isso mesmo, está chegando a hora da lendária banda inglesa, New Order, se apresentar em Uberlândia. A performance do grupo britânico acontece no Sabiazinho, nesta sexta-feira (30). Se você ainda não garantiu seu ingresso, corra que está acabando!

Falei muito da importância e da influência do New Order na música contemporânea. Agora, vamos compreender o que faz desta banda, atualmente formada por: Gilian Gilbert Bernard Sumner, Stephen Morris, Tom Chapman e Phil Cunningham, tão especial e singular na história da música.

Foto: Divulgação

A história

Primeiramente, nós temos que entender a origem do grupo. Os amigos Bernard Sumner e Peter Hook estavam em um show do Sex Piltols, em 1976, e, contagiados com aquela energia punk que estava se tornando, cada vez mais popular na Inglaterra, decidiram formar uma banda. Summer pegou a guitarra, enquanto Hook ficou com o baixo, mas para ter um grupo punk, é preciso de um vocalista e um baterista, certo? Ai entram Ian Curtis e Stephen Morris, que assumem, o vocal e a bateria respectivamente e, juntos, eles formam o Joy Division. Só por curiosidade, Ian também estava na apresentação do Sex Pistols.

No entanto, o que era para ser uma banda punk, acabou evoluindo para o movimento pós-punk , isso por conta da sua criatividade musical. Essa criatividade pôde ser notada logo no primeiro álbum do grupo, chamado “Unknown Pleasures”. A sonoridade eletrônica somada às letras melancólicas deram origem ao que conhecemos como new wave. (O termo new wave era considerado sinônimo do punk rock, antes de se tornar um estilo musical independente, que incorporava elementos da música eletrônica, música experimental e disco).

Foto: @Espalha Factos

Apesar de ter conquistado seu lugar de destaque no rock, o Joy Division teve o fim de forma trágica. No dia 18 de maio, do ano de 1980, o vocalista Ian Curtis cometeu suicídio. Mesmo com uma história curta, de apenas quatro anos e dois discos de estúdios lançados, a banda conseguiu deixar seu legado e influenciar várias bandas que conhecemos atualmente como: The Killers e Radiohead, por exemplo.

New Order

Poucos meses após morte de Ian Curtis, Bernard Sumner, Peter Hook e Stephen Morris decidiram continuar suas carreiras e formaram o New Order.

A origem do nome, inicialmente, gerou desconfiança entre os jornalistas, por conta de uma possível ligação política, mas logo essa teoria caiu por terra. No livro “24 Hour Party People”, o autor Tony Wilson revelou que o nome era uma referência ao Khmer Vermelho e foi sugerido pelo empresário da banda naquela época, Rob Gretton. A ideia do nome teria surgido após o empresário assistir a um documentário sobre a revolução no Camboja. Especula-se também que o nome poderia ter sido uma homenagem aos Stooges, banda referência pré-punk, que foi uma grande influência dos integrantes no início de suas carreiras. Assim, nascia o New Order com Sumner assumindo os vocais, Peter Hook e Stephen Morris, baixo e bateria respectivamente, com o incremento de um novo integrante, o guitarrista Gillian Gilbert

Já em 1981, o grupo lançou seu primeiro trabalho,intitulado “Moviment” ainda sob forte influência do Joy Division. No ano seguinte, os singles “Everything’s Gone Green” e “Temptation” marcaram a inclusão dos sintetizadores e o rompimento da sonoridade sombria de “Movement”.

Em 1983, o New Order conseguiu emplacar seu grande sucesso “Blue Monday”. A produção do grupo inglês não parava, ano após ano, eles lançavam novas músicas. Mas , somente em 1985, no disco “Low-Life” que eles foram fotografados para a capa de um álbum. Essa mudança fez com que o grupo se aproximasse dos fãs.

Ainda na década de 80, eles lançaram os clássicos “Bizarre Love Triangle”, “Every LittleCounts” e “State Of The Nation”.”Perfect Kiss” e “Love Vigilantes”, entre outros.

No início da década de 90, o grupo lançou a música “”World in Motion”, que alcançou o primeiro lugar nas paradas britânicas e foi tema da seleção de futebol da Inglaterra daquele ano. No entanto, a década de 90 foi pouco produtiva se comparada a anterior.

Por isso, vamos dar um salto para novo milênio, onde tivemos novos projetos e mudança na banda. Em 2001, a banda lançou canção “Crystal”, um pouco mais pesada, focando mais na guitarra.

Em 2005 Phil Cunningham substitui Gillian Gilbert, que voltaria a integrar o grupo mais tarde. Dois anos depois Peter Hook, deixou a banda , atitude que provocou um hiato no grupo, fazendo com que as atividade do New Order se encerasse por um período de quatro anos. Durante este período, os integrantes se dedicaram a outros trabalhos.

Em 2011 Tom Chapman, que já havia trabalhado com o New Order em projetos anteriores, assume definitivamente o baixo da banda. Entre 2007 e 2015, o grupo inglês disponibilizou singles, mas não gravou nenhum álbum cheio, composto por músicas inéditas. o primeiro disco lançado sem Hook no baixo foi lançado em 2015 e se chama “Music Complete”

Essa história de idas e vindas, com brigas e perdas irreparáveis alimentaram a criação de alguns gêneros musicais bem populares: como é o caso do new wave e o dance rock.

Para um amante da boa música, é uma oportunidade única de conferir artistas que transcendem a arte. Sendo assim, reforço ideia, se você não tem o ingresso, corra e garanta o seu, ainda da tempo!

Lógico que uma apresentação deste porte merece uma boa abertura e, os escolhidos para participar desta festa são: Rocksted, Barja e Fractall

Serviço:

New Order em Uberlândia

​Data: 30 de novembro

Local: Arena Sabiazinho (Av. Anselmo Alves dos Santos, 3415 — Santa Mônica)

Horário: abertura dos portões 19h | Início do show 22h

Classificação etária*: 16 anos. Menores de 16 anos entram apenas acompanhados dos pais ou responsáveis legais.

Ingressos: Site Livepass ou na loja física no Uberlândia Shopping

*todos os setores, exceto camarote. Para o camarote, a classificação etária é de 18 anos.