Banalização das qualidades

Eu acredito na beleza. Não nessa beleza exposta da qual todos têm interesse. Nessa não. Eu acredito na beleza pura, aquela que você descobre com o tempo e vai redescobrindo com mais um pouco de tempo. Aquela que se renova a cada sorriso, a cada briga, a cada jeitinho de se sobressair em situações embaraçosas...

Acredito no "ser" de cada pessoa, no jeitinho de falar, de andar, de agir, nas características individuais. Essas bobagens, essas coisas estranhas… me fazem querer aprender, me fazem tentar entender, me fazem querer ser como eles...

Me fazem querer ser essa beleza...

Essa beleza que, instintivamente, tudo na vida tem.