Longe

Como pode tudo que passou

Ser só passado?

Como pode nós dois sermos

Só estranhos lado a lado?

Qual o indício, qual o sinal,

Que mostra o amor convertido

Nesse mal?

Você ficou numa caixa, em rascunhos

Cadernos, fotografias difíceis

De acessar. Em um sonho doloroso,

Não requisitado.

Queria te perdoar, mas ainda dói demais

E não sei quando vai cessar.

Dentro de mim, insisto em te encontrar.

Você se foi, quando ainda estava aqui.

Você sumiu bem do meu lado.

Você não era mais.