Eu te amo. E dói muito não poder te dizer.

Durante muito tempo eu custei a acreditar nisso,logo você que é meu melhor amigo,o cara que sempre que pode cuida de mim,. Demorou até minha ficha cair totalmente e eu ter noção do tamanho sentimento que tenho guardado esse tempo todo. Já se passou um ano desde o dia em que nós vimos pela primeira vez e pouco depois estávamos sempre juntos por horas,todos os dias. Guardamos várias lembranças boas de nossas saídas,conversas e até brigas bobas.

Você tem sido a melhor pessoa para mim e isso eu não nego à ninguém. O primeiro que me perguntar quem eu mais quero por perto eu vou dizer seu nome sem hesitar.

Já se passou um ano,eu sei. Talvez eu tenha demorado demais a perceber e você já tenha outra pessoa,mas talvez não tenha,são várias possibilidades. Sei que você não liga muito para sentimentalismo e etc,nem espero que você tenha algum sentimento recíproco,talvez isso seja pedir demais.

Que eu sou feliz por ter você na minha vida já não é nenhum segredo,qualquer um que me vê ao seu lado e vê o quanto estou bem na sua presença percebe que estou feliz. Como diz aquele texto do Gabito Nunes : “Só você conseguiu pular o muro de dificuldades que levantei em volta de mim….”

Me surpreende que ainda esteja aqui,que não tenha desistido de mim como muitos outros fizeram. Eu agradeço muito por ter ficado,de verdade,e eu espero que continue. Agradeço por todos abraços e por permitir que eu me aconchegue neles quando não me sinto bem,e principalmente pelos sorrisos nada comerciais e verdadeiros,os puxões de orelha nas vezes em que eu quis desistir de algo.

Eu amo você,mas não sei nem como te dizer isso,não espero que você adivinhe. Algum dia quem sabe,eu lhe conto um pouco mais sobre.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.