Para o seu ego

Eu não te amei tanto assim, mas nos meus textos digo que amei.

Inventei as minhas lembranças. Disse até que você foi o amor da minha vida. Nos comparei aos casais dos filmes de romance. Dramatizei o nosso fim.

É que as minhas palavras são mais intensas que essa realidade cheia de clichês. E os meus sentimentos sobrevivem muito bem nas linhas tortas que acompanham a minha imaginação.

A ficção é tão mais interessante que o tédio do seu amor, meu bem.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Iluska’s story.