Letter of Intent Indaiá Lara Gehlen

Desde cedo eu penso muito diferente. Tive linfoma de Hodgkin na adolescência e comecei a ver a vida de outra forma, já que minhas perspectivas e prioridades mudaram muito desde cedo. Com essa doença, pude entender melhor o que realmente importa na vida.

Aos 19 anos, entrei no programa ciência sem fronteiras e fui morar sozinha nos EUA. Além de estudar um ano de engenharia na University of Arizona, pude fazer estágio de verão na pesquisa Rechargeable nano electrofuels for flow batteries, uma parceria do Illinoins Institute of Technology com o Argonne National Laboratory, um laboratório do departamento de energia do governo americano, aonde foi proposto um projeto para aumentar a capacidade de baterias elétricas recarregáveis, usando nanotecnologia. Essa experiência abriu muito a minha visão de mundo e me fez conhecer e apreciar pessoas, culturas, e pensamentos diferentes dos meus, além de, claro, adiquirir um conhecimento técnico muito enriquecedor. Desde nova, participo de diversos trabalhos voluntários, porque quando eu fiquei doente muitas pessoas me ajudaram e eu decidi que iria fazer isso também pelos outros: já fui voluntária no setor de oncologia do hospital tachini, onde puder conhecer histórias incríveis de vida e ajudar a melhor um pouco a situação das pessoas passando por doenças semelhantes as que eu passei. Já ajudei em diversos eventos do lar do ancião (asilo público), ajudei em aulas de culinária de escola de comunidade carente. Já trabalhei de voluntária no desfile de 4 de julho nos EUA. Atualmente faço parte de um grupo de jovens que participa de vários projetos voluntários, como por exemplo, distribuição de comida para moradores de rua, trabalhos com crianças em uma comunidade carente, onde além de ajuda constante, realizamos eventos em datas comemorativas como páscoa, dia das crianças, natal, etc. Nesse grupo, também produzimos e vendemos pizza e espetinhos para arrecadação de dinheiro para comunidades carentes. Essas experiências realmente me fazem abrir muito a mente e ver o mundo de uma forma particular, podendo ver como há tanta diversidade de histórias e pensamentos.

Tive muitas experiências desde que entrei na universidade. Fui monitora de cálculo I e II, onde tive a oportunidade de orientar os colegas. Trabalhei com pesquisa voluntária no laboratório de engenharia elétrica da minha universidade, aonde foi proposto o estudo da técnica de espectroscopia de infravermelho próximo e o estudo de polímeros caracterizados pela mesma. Pude fazer estágio na UERGS, na área administrativa. Fiz estágio no laboratório de pesquisa e desenvolvimento da Fras-le, uma empresa do grupo Randon. onde trabalhei com projetos de pesquisas dentro da engenharia, sendo os principais o desenvolvimento de metodologia para testes de abrasividade em materiais de fricção e desenvolvimento de metodologia para cálculo do tamanho de cristalito e quantificação de fases de carbono grafite utilizando difração de raios-x. Também tive a oportunidade de trabalhar como tradutora de inglês-português em alguns congressos e feiras de negócios, como fimma e formobile. Fui secretária e agora sou a presente do diretório acadêmico de engenharia de materiais da minha universidade. Já fiz parte da empresa jr da minha universidade. Fui participante do programa Academic Working Capital 2017, uma parceria do Instituto Tim com a USP, onde são aceitos alunos com ideias de TCCs que podem virar negócios reais. Nesse programa, além de desenvolver um protótipo do meu produto (embalagens ativas de polietileno de baixa densidade com ação antioxidante e antimicrobiana com potencial aplicação na indústria de alimentos, buscando contribuir com o mercado de alimentação mais saudável e sem conservantes), tive a oportunidade de aprender muito sobre empreendedorismo e inovação, com pessoas renomadas do mundo dos negócios.

Atualmente faço estágio no Laboratório de Biotecnologia da UCS, em pesquisa no desenvolvimento de nanopartículas magnéticas para a catalização de reações do glicerol e desenvolvimento de metodologia de esterificação para ácido Lactobiônico com fins farmacêuticos.

Eu amo viajar e conhecer lugares novos, pessoas novas.

Amo a natureza, os animais, esportes.

Amo ler, desde criança. Sou apaixonada por ciência, tecnologia e inovação. Adoro aprender sobre autoconhecimento, espiritualidade. E tenho um desejo enorme de me desenvolver enquanto lider, então leio/estudo bastante sobre o assunto. Quando eu não estiver mais aqui, gostaria de ser lembrada como alguém que fez a diferença na vida das pessoas. Que cada vez que saia de perto de alguém, tinha deixado essa pessoa melhor do que estava antes. Meu propósito de vida é poder fazer alguma diferença no mundo, na vida das pessoas, e poder viajar e conhecer o máximo desse planeta tão diversificado.

Quero ser trainee da J&J porque essa empresa valoriza e pratica todas as coisas que eu acredito. Cuidando do mundo, uma pessoa de cada vez. Se preocupando com o bem estar e com a satisfação dos consumidores e aliando a vida saudável com a ciência, que são duas paixões minhas. Busco uma carreira em que eu possa estar sempre evoluindo e possa ter orgulho do que eu faço e da pessoa que me tornei. Eu sou uma pessoa de atitude, que gosta de colocar a mão na massa, se rodear de pessoas diferentes e aprender o máximo em cada situação. Acredito que as minhas experiências me fizeram crescer como profissional e como pessoa e estou ansiosa por uma oportunidade para mostrar isso.

Atenciosamente,

Indaiá Lara Gehlen