Como a Indeorum ajuda a UFPel nos editais envolvendo a análise da produção científica e pesquisadores.

O processo de extração de competências de pesquisadores é sempre um desafio para a área de tecnologias. Muitas vezes para que se tenha uma boa extração, quantificação e qualificação do conteúdo dos pesquisadores cruzam-se diversas bases de conhecimento, tais como o repositório Lattes. Além disso, as produções destas bases precisam passar por qualificadores como Qualis Conferências/Conferência/Livro e Fator de Impacto.

Um edital de distribuição de bolsas em uma instituição de ensino, como a UFPel, é sempre um grande instigação, exige uma precisão cirúrgica na extração das informações e uma transparência que permita aos pesquisadores participarem ativamente da revisão do conteúdo extraído de suas carreiras acadêmicas.

Nestes últimos dois anos a Indeorum vem aplicando sua expertise em extração, qualificação e análise de dados para tornar a distribuição de bolsas da UFPel um processo simples e focado na auditoria sobre o processo realizado nos editais pela comunidade científica.

Como a Indeorum auxilia a UFPel
 
 Através da ferramenta Ranquium ajudamos a UFPel de uma forma bastante simples. Os gestores do edital nos enviam a lista de pesquisadores inscritos, através de datascience e técnicas de inteligência artificial extraímos toda a produção científica e tecnológica desses pesquisadores e classificamos de acordo com sua natureza. A partir da importação dos currículos, quantificamos as produções e as qualificamos de modo a vincular o Fator de Impacto e o JCR às produções bibliográfica de cada pesquisador. Posteriormente toda a produção extraída do pesquisador é enviada por e-mail para a sua conferência, permitindo, por exemplo, que o mesmo verifique se a extração e qualificação da produção está de acordo com a área de avaliação.

Por fim, aplicamos uma métrica, estipulada pela instituição, sobre as produções e classificamos os pesquisadores, facilitando assim a decisão dos gestores na distribuição de recursos de editais.

A dificuldade encontrada pela UFPel

Antes da parceria com a Indeorum, a UFPel realizava um processo manual, onde cada pesquisador era responsável pela própria extração e qualificação das produções. Isso exigia que os docentes da instituição dedicassem cerca de 4h por edital, apenas para o realizar a extração de suas produções do currículo lattes e preenchimento de formulários para posterior análise pela instituição. 
 Como medida paliativa para erros na extração, contagem e quantificação pelos pesquisadores, os seus pares de departamento realizavam uma análise para confirmação das informações. Porém, a metodologia exigia também que o par da análise consultasse o currículo do pesquisador, gastando assim pelo menos 1 hora em revisão das produções do seus colegas de departamento.

Os benefícios da ferramenta Ranquium

A Indeorum permitiu que a extração seja realizada de forma automática pelo Ranquium. Através do nosso sistema de extração, as produções são conferidas pelos próprios pesquisadores em sua caixa de e-mail. As qualificações das produções são realizadas de forma também automática, sem que haja a necessidade do pesquisador consultar bases como Qualis Capes ou criar tabelas para a conferência das produções.

Os gestores da UFPel participam ativamente do controle de cada solicitação de correção dos pesquisadores. Assim, a Indeorum garante aos clientes total controle de auditoria sobre o que está sendo realizado pelo sistema. Além disso, agora os pesquisadores não precisam parar suas atividades para o processo, o que evita sobrecarregá-los na sua função como docente na instituição.

Com a participação de 560 pesquisadores inscritos nos 6 editais deste ano, o Ranquium possibilitou a economia de mais de 2.240 horas! Assim, a instituição flui sem que o processo dos editais seja algo oneroso nem para quem participa e tampouco para quem avalia.

Colaboração Indeorum e aperfeiçoamento do processo

A Indeorum vem investindo no aprimoramento das suas ferramentas através de P&D, com isso, execuções como os editais da UFPel contribuem ativamente para o aperfeiçoamento da ferramenta. A cada recurso realizado por um pesquisadores — quando identificada uma falha de extração ou erro no associção da produção com o qualis, por exemplo — o método é reavaliado e aperfeiçoado.A Indeorum aplica o método de avaliação e correção de forma igualitária, permitindo que todos sejam atingidos pelas melhorias e perpetuando-as para futuras execuções de editais.

O processo realizado pela Indeorum através do Ranquium já é adotado por fundações como FAPERGS e Araucária, que possuíam processos semelhantes ao da UFPel. Venha conversar conosco e compreender como estamos auxiliando essas e muitas outras instituições a tornar ágeis as análises de produção científica.