Em tempos de crise, desconfie de quem propõe reforma retirando direitos

Você já deve ter percebido que há um velho discurso sendo repetido na praça: que a nossa Previdência Social está falida e precisa urgentemente ser reformada para não quebrar. O que esse pessoal não diz é que o cálculo feito para chegar aos números apocalípticos está errado — eles sabem disso, mas não querem que você saiba.

Outra coisa que os defensores da reforma da Previdência não dizem é que a mudança proposta por eles corta direitos e não toca em questões realmente relevantes que podem gerar mais recursos para o Orçamento da Seguridade Social, como a dívida ativa da União e as renúncias fiscais, por exemplo.

Em tempos de crise, desconfie sempre de quem defende reformas com base no corte de direitos e manutenção de privilégios.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.