Seja Poesis

Quando eu estava na faculdade eu odiava Microeconomia, talvez porque eu estivesse mais aberta pra aprender Macroeconomia. A questão é que Microeconomia é a gente. Sou eu e você. Você e as empresas com as quais você se relaciona. Relacionamento sim, parece tão profundo mas é isso que é! E eu só fui entender Microeconomia quando eu saí da faculdade. Não porque eu estava mais aberta, mas porque eu vivi a Microeconomia produzindo o @universomixtape. Você sabe da onde vem a sua roupa? Bom, eu ainda não sei quem fez todas as minhas roupas. Porém, já tem um tempo que me interessei por isso. O meu amigo Jota(@o.u.b.p) fez um post essa semana falando justamente sobre isso. Vou colocar um trecho aqui: “A gente para pra pensar em moda sustentável e pensa em produtos que não tenham impacto ambiental, que não agrida a natureza. Mas moda sustentável também pode ser aquela com comprometimento social, em que visa gerar progresso de comunidades mais carentes…” 
Nossos hábitos de compras tem o poder de mudar as coisas pra melhor. 
Suas roupas contam uma história sobre quem você é. 
Elas podem dizer algo tão grandioso e lindo quanto você! 
Elas podem dizer: Eu empodero pessoas!

A foto desse post é de um ensaio que fiz para as meninas da @poesis, talvez não serei muito modesta ao dizer que fico I N C R Í V E L!

Agora, voltando ao ‪#‎PapoDeEconomista‬

Como economista esse post me chamou bastante atenção, pois fala justamente sobre economia e sobre temas que estudei, estudo e (MUITO) me interessam. Sobre o ponto de vista do Crédito: Como viabilizar crédito (de verdade, eu não estou falando do cheque especial) e oportunidade de crescimento para os “pequenos”? A taxa das “maquininhas” é justa pra quem tem quase (ou nenhum) capital de giro?

Amigxs empreendedores deixo as seguintes dicas: 
• Procure ao máximo se profissionalizar. Estar a frente de um negócio exige foco e organização. Vai muito além da criatividade, as áreas burocráticas assustam. Vai por mim… 
• Quando você conhece seu público, quando você conhece profundamente a sua marca, suas ações de marketing podem ter baixos custos e ainda assim terem resultados incríveis. 
• Quando você junta a criatividade e o método você tem sucesso. Não ser só um, nem só o outro. As vezes vejo algumas críticas da marca “tal”, pq conhece o fulando de “tal”, pq o dono da marca veio da universidade “tal”… Que sejamos críticos e realistas: Você já fez um plano de negócio? Sabe o que é um Canvas? Já ao menos ouviu falar de MEI? Sabe o que análise de mercado? Acha que vai conseguir sucesso estando pra sempre na informalidade?

Tem algumas instituições que te ajudam a se profissionalizar e a entender melhor esse “tal de mercado” sem nenhum custo: Shell Iniciativa Jovem, Universidade da Correria, Rio Criativo, e outras mais… 
E se você é aqui do Rio ou é de fora também. Conhece alguma instituição, ou talvez site, que dê “aquele empurrãozinho” na galera, comenta aqui! Compartilhe seu conhecimento com a galera que também tá no corre! 
Durante a minha temporada nos EUA eu aprendi uma coisa pra vida com a mãe da Lele: “Tem espaço pra todo mundo!” E eu super acredito nisso!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.