RP INSPIRE-SE!

Entrevista com Geovana Capovilla

O RP inspire-se é uma nova editoria na qual buscamos pessoas próximas de nós tais como: professores, alunos e ex-alunos da FAAT para falar sobre suas experiências na área de comunicação. Nosso objetivo é servir de inspiração para quem já atua ou deseja atuar na área de Relações Públicas, ampliando os horizontes e possibilidades de atuação.

Para lançamento fizemos uma pequena entrevista com a Geovana Capovilla, professora da FAAT-Faculdades Atibaia, e também , responsável pela empresa Varal Eventos. Geovana recentemente encarou um novo desafio na carreira e falará um pouco da experiência.

INOVA RP: Professora Geovana, onde você se formou e por que escolheu a profissão de Relações Públicas?

Geovana: antes de mais nada, gostaria de registrar que é um imenso prazer ser a primeira professora entrevistada para a editoria RP inspire-se. Me formei em Relações Públicas pela PUC Campinas. Sempre soube que atuaria na área de comunicação, porque sempre fui interessada no assunto. Quando prestei vestibular fiquei na dúvida entre RP, Jornal ou PP e fui pesquisar sobre as três profissões. Relações Públicas se encaixava perfeitamente no que eu me imaginava trabalhando, e já no primeiro ano do curso me apaixonei completamente pela área. Hoje eu sei que fiz a escolha certa!

INOVA RP: Como foi sua inserção no mercado de trabalho? Qual foi o seu primeiro e efetivo contato com a profissão?

Geovana: Tive a oportunidade de estagiar na área de relacionamento com o cliente de uma grande empresa em Campinas, durante esse período eu tive contato com área de comunicação e pude acompanhar de perto algumas ações. Efetivamente, meu primeiro contato foi quando atuei em uma empresa B2B e ajudei a implementar um CRM e a partir dele, desenvolver ações direcionadas de comunicação.

INOVA RP: Você possui no seu histórico profissional anos de atuação no terceiro setor. Fale-nos um pouco sobre esse área de atuação.

Geovana: Atuei de 2009 a 2015 em uma Fundação de Reconhecimento Nacional, a Fundação FEAC, a qual é que um modelo único de atuação no Brasil. Trabalhar no terceiro setor é extremamente prazeroso tendo em vista que o resultado do seu trabalho é, na ponta, revertido em benefícios para uma parcela da população. Era constantemente procurada por empresas que queriam associar suas imagens a da Fundação, e sempre foi um desafio analisar esses casos. As empresas têm percebido cada vez mais a importância de atuar com ações de Responsabilidade Social e as entidades precisam estar preparadas para receber essa demanda, porém a área de comunicação em instituições sem fins lucrativos ainda precisa se desenvolver muito e acredito que será uma área que irá absorver muitos profissionais em um futuro breve.

INOVARP: Como foi abrir seu próprio negócio? O que te motivou?

Geovana: Abrir um negócio próprio na área de comunicação em plena crise econômica está sendo um desafio, mas a paixão pela área de Relações Públicas sempre foi o fator motivador.

INOVARP: Atualmente você assumiu um novo desafio — o planejamento da área de comunicação de uma empresa de Produções Culturais. Conte-nos um pouco sobre essa experiência.

Geovana: Está sendo extremamente prazeroso, primeiro porque é uma área nova para mim e estou aprendendo a cada dia de trabalho, há muito o que se explorar na área de Produção Cultural viabilizadas por meio de leis de incentivo. Planejar a área de comunicação, como um todo, desde as necessidades de melhorias para comunicação interna e endomarketing até o planejamento para posicionamento da imagem da organização é uma tarefa complexa e desafiadora, mas também que faz brilhar os olhos de qualquer profissional de Relações Públicas. Outro ponto interessante é planejar as ações de comunicação dos projetos, tendo em vista que cada uma delas é direcionada para um tipo de público e a melhor maneira de comunicar precisa ser pensada caso a caso para o sucesso das ações.

INOVA RP: Qual é o seu conselho aos estudantes de RP?

Geovana: Meu conselho é que encarem a área de Comunicação e Relações Públicas como essencial para as organizações e que para isso eles precisam estar preparados para os desafios que enfrentarão. Aproveitem os professores, leiam muito, busquem casos reais para que estejam preparados para o mercado de trabalho. Eu tenho certeza que os estudantes que se empenharem, terão um futuro de oportunidades pela frente.

INOVA RP: Obrigada professora Geovana, temos certeza que sua história irá inspirar a muitos!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.