Às vezes, atitude alguma é melhor que alguma atitude.

Por Dercinei Figueiredo

Não é uma atitude ética ou espiritualmente aceitável transformar Templo em comitê, Culto em comício, Púlpito em palanque, Pregação em propaganda eleitoral, Oração em panfletagem e Deus em cabo eleitoral.

Não é uma atitude que possa ser justificada sob qualquer ponto de vista, pois — além de ter cheiro de sacrilégio, gosto de blasfêmia e aparência de simonia — ameaça a laicidade do Estado e a liberdade da Igreja.

Não é uma atitude que respeita a diversidade da congregação, especialmente se você considera que o espaço do sagrado deva ser apartidário e supraideológico.

Minha irmã e meu irmão batista, não faz diferença se favorece o meu candidato, partido ou ideologia, uma atitude como essa é sempre abuso de poder religioso.

PS: Como não sou operador do direito não quero supor que houve crime eleitoral nessa atitude.


Dercinei Figueiredo

Professorei por mais de 20 anos. Pastoreio há mais de 20 anos. Mas não sou Pastor ou Professor: “Não me pergunte quem sou, e não me diga para permanecer o mesmo.”