Mais um Outubro Rosa pra gente se tocar

Hospitais e postos de saúde promovem ações direcionadas ao público feminino

Myra Viana

Neste mês de outubro, em Fortaleza, alguns hospitais e postos de saúde estão promovendo ações de prevenção contra o câncer de mama que acomete, sobretudo, as mulheres. A doença se manifesta com maior incidência em mulheres a partir de 50 anos, apesar da possibilidade da enfermidade ocorrer abaixo desta faixa etária e também em homens.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva- INCA, depois do câncer de pele (não melanoma) o de mama é o mais comum em mulheres, corresponde a 25% dos novos casos da doença registrados por ano. A estimativa de novos casos nos estados do país é de 57.960, já de colo de útero é de 16.340, segundo o INCA. Os principais fatores para o desenvolvimento da doença, além da idade, são fatores genéticos/hereditários, comportamentais/ambientais e fatores endócrinos/história reprodutiva.

Os primeiros indícios da apresentação da doença são aparição de nódulo fixo e sem dor região da mama, vermelhidão retraída ou parecida com casca de laranja, alterações no mamilo, pequenos nódulos nas axilas ou na região do pescoço. No entanto, esses sintomas podem ter relação com doenças benignas na mama, mas todos os casos devem ser sondados.

A Agente Comunitária de Saúde- ACS, Rosa Colaço,39, estudante de Enfermagem, é um exemplo da eficácia da campanha. Durante seu trabalho de orientação às mulheres do autoexame de mama, ela descobriu em si um nódulo. A primeira ação foi marcar uma prevenção ginecológica com um médico, o qual passou um ultrassom que detectou um aumento significativo do nódulo. Depois disso, a paciente marcou uma consulta com um mastologista, médico especializado, que após um mês fez a retirada do gânglio. Depois do procedimento, por meio da biopsia, foi descoberto que o nódulo tinha origem benigna.

O exame deve ser feito mensalmente, de três a cinco dias após a regra ou data fixada pelas mulheres que já não menstruam. Rosa alerta da necessidade de fazer o autoexame periodicamente, o que pode evitar o desenvolvimento da doença. Por meio do exemplo de Rosa outras mulheres procuraram se prevenir.

Rosa Colaço/ Agente Comunitária de Saúde

O Movimento Outubro Rosa surgiu nos Estados Unidos, nos anos 90, com intuitivo de chamar à atenção da população para controle do câncer de mama. Todo os anos o foco da campanha é mostrar a importância de se detectar a doença ainda no início além de se fazer a prevenção.

Serviços:

Em especial neste mês de outubro, o Hospital César Cals fará ações com objetivo de alertar e orientar o público feminino acerca da importância de realizar exames preventivos contra o câncer de mama e colo de útero. No dia 11 de outubro, o hospital realizará atividades divididas em quatro estações, sendo distribuídos estagiários e profissionais da área que farão os seguintes serviços : a verificação de glicemia capilar, pressão arterial, avaliação de risco cardíaco e orientações em saúde. Também terá stands de outros profissionais da saúde como nutricionistas, farmacêuticos, educadores físicos, assistentes sociais e fisioterapeutas, além de apresentações culturais. O evento tem parceria de universidades e faculdades que fazem estágios na unidade. As mulheres também podem procurar o posto de saúde mais próximo de sua casa residência em busca de orientação e prevenção ginecológica.

tags: #cancerdemama #outubrorosa

Fontes: Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva e 
Governo do Estado do Ceará- Hospital César Cals

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.