Missa dos vaqueiros de Canindé completa 46 anos e reúne multidão no parque de exposição

Batista Santos

No último sábado dia 08, foi realizada a 46ª edição da Missa do Vaqueiro em Canindé, que lotou mais uma vez o Parque de Exposição Francisco de Assis Bessa Xavier. O tradicional evento teve início no ano de 1970.

Vaqueiros em cavalgada na 46ª Missa do Vaqueiro em Canindé (FOTO: Batista Santos)

O vaqueiro é um homem de fé, força, coragem e que luta para viver com a seca que há anos castiga o sertão. Vestidos com gibão, perneiras, luvas e chapéu de couro, bem característicos dos vaqueiros, eles acompanharam o culto montados a cavalo e levaram alguns artigos para serem abençoados durante a celebração.

A tradição ganhou força desde a fundação da associação dos Vaqueiros no ano de 1995, desde então alguns componentes passaram a percorrer todo o estado levando mostrando essa cultura em forma de aboio, como o aumento da repercussão, em julho deste ano, os vaqueiros de Canindé foram procurados para participarem das gravações da novela Velho Chico da Rede Globo.

A missa foi presidida pelo pároco e reitor do Santuário Frei Marconi Lins. Na sua pregação ele lembrou as dificuldades que o vaqueiro enfrenta no dia-a-dia.

‘’É um momento de muita espiritualidade. Nessa missa queremos fortalecer nossa fé em Deus. Que cada um de nós possa estar em paz e assim poder expressar seu sentimento perante a São Francisco’’, ressaltou.

De acordo com uma das fundadoras da Missa e da associação dos Vaqueiros, a única Mestra da Cultura vaqueira no Brasil, Dina Martins, o evento se transformou em tradição é um dos mais importantes do calendário cultural do Ceará. Cultura que a mulher vaqueira é capaz de defender com o próprio sangue.

https://soundcloud.com/integra-o-est-cio/dina-editado

“É uma emoção de estar aqui na Missa do Vaqueiro e ver a nossa gente resgatar a cultura que é nossa. Ver nossos amigos de longe e estar sempre resgatando a cultura mesmo debaixo de sol”, disse, emocionado, o vaqueiro e Presidente da Associação dos Vaqueiros, Boiadeiros e Pequenos Criadores dos Sertões de Canindé José Curdulino Filho.

A cavalgada saiu do bairro do São Matheus em direção ao Parque de Exposição, local onde aconteceu a celebração, mais de 1.200 vaqueiros participaram do ato de fé que foi um dos mais organizados dos últimos 40 anos. Por onde passaram, os vaqueiros chamaram a atenção da população e dos visitantes que se aglomeraram em multidões pelas ruas da cidade para prestigiá-los.

Para quem participou da missa, essa foi a mais emocionante dos últimos anos. ‘’Se vivo estiver no próximo ano estarei aqui para renovar a minha fé’’, disse o vaqueiro José Marçal.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.