Programa de prevenção às drogas contemplou apenas 254 famílias

“Há muito o que avançar”, diz coordenadora dos programas de prevenção ao uso de drogas

Falar sobre combate à criminalidade, violência e uso de álcool, crack e outras drogas é falar principalmente sobre prevenção. É de caráter imprescindível a execução de políticas públicas de prevenção e combate à essas vulnerabilidades sociais. Hoje, o município de Fortaleza já alcançou 254 famílias com o Programa Famílias Fortes (PFF), voltado para famílias com crianças e adolescentes entre 10 a 14 anos.

“Mas ainda há muito o que avançar”, é o que diz a coordenadora dos programas de prevenção ao uso de drogas, Ozanira Aquino, da Coordenadoria Especial de Políticas sobre Drogas (CPDrogas), da Prefeitura de Fortaleza.

Os números apontam uma crescente evolução no quantitativo de famílias alcançadas, mas ainda é um número pequeno de famílias beneficiadas comparado aos índices de violência que, muitas vezes, desencadeia o uso de drogas ou vice-versa.

Demonstrativo das famílias já contempladas até o momento. Fonte: O autor.

O referido Programa acontece nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS). Na última sexta-feira, 23 de setembro, foi realizado o último encontro do projeto no CRAS Canindezinho. Para a participante Maria Antonino Batista, participar do programa propiciou aprendizagem sobre como exercitar a sensibilidade, os limites, autoridade dentro do convívio familiar com seus filhos. A senhora revelou que a iniciativa precisa ser expandida para os mais diversos bairros da capital, pois assim, ajudaria no fortalecimento de vínculos familiares e muitos problemas sociais serão evitados.

CRAS Canindezinho (Foto: Diogo Cordeiro Nunes)

Em sua fala, a coordenadora dos programas, Ozanira Aquino, expressou a necessidade da ampliação do projeto. “O programa teve sua origem em Brasília e em seguida a cidade de Fortaleza começou o projeto piloto. Estamos dando prioridade às comunidades que tem maiores índices de violência e de vulnerabilidades sociais”, disse. Revelou ainda que é preciso avançar mais nas ações de prevenção ao uso de drogas.

De acordo com o Ministério da Justiça, precursor do Programa, o estado do Ceará contemplará até o final de 2016, 4.650 estudantes e 750 famílias em 20 municípios cearenses.

A single golf clap? Or a long standing ovation?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.