Inconformado

Um dos encantos da web foi a capacidade de partilha através da palavra, da imagem, do áudio ou do vídeo. Seja qual for o formato… este afastamento incomoda-me… está na hora de tentar mudar isso…


Nos últimos meses (anos?), a concentração e o meu foco tem-se centrado no trabalho. Acho que me tornei num viciado no trabalho… para além disso, o volume e a importância do que faço retira-me espaço e tempo para algumas coisas que fazia no passado.


A fotografia tem ficado para segundo plano e a inspiração que resta fica-se pelo Instagram e pelas fotos tiradas com o iPhone.

O podcasting é algo que pertence a uma passado muito distante.

Os livros, mesmo com o Kindle, perdem-se pelos ponteiros do tempo.

E a escrita através do blog (mesmo depois da alteração do Sapo para o Tumblr), do Medium ou outra qualquer plataforma, ficou estagnada desde Fevereiro.

Pelo meio, deu para cumprir um sonho de miúdo: Assistir ao vivo a um Grande Prémio de F1 (em Barcelona, no passado mês de Maio), cuja experiência acabei por não partilhar, sem ser através das redes sociais.

Mantendo este registo mais pessoal, acho que vou tentar conhecer e aproveitar um pouco mais o potencial do Medium (já verifiquei que isto recebeu alguns upgrades desde a última vez que andei por aqui) para tentar voltar aos poucos a algo que me deu imenso gozo e que abandonei nos últimos meses.

Num mundo, que convida ao imediatismo, ainda acho que há espaço para textos que ultrapassam a esfera dos 140 caracteres do Twitter e a invisibilidade do Facebook. A dificuldade, do ponto de vista de quem escreve e publica é mesmo encontrar uma plataforma que permita concentrar-me no texto, mas não ignorar o lado eye candy do post que estamos a criar, que nos dias de hoje, conta e muito.