Créditos: sem créditos dessa vez, esqueci de salvar o link

Talvez você não seja o amor da minha vida

Ok, não tem problema.

Talvez esse nosso “lance” não dure pra sempre,
Talvez se estenda por 10 dias, um mês ou pouco mais.
Talvez a gente se case, e, talvez não cheguemos a construir uma família.
Talvez a gente se divorcie 15 anos depois por falta de sentimento.
Talvez nosso amor morra no meio do caminho,
Talvez não resista ao tempo,
(Como resiste aquele casal de velhinhos que vemos no Facebook)
Talvez, talvez…

Talvez haja uma possibilidade mínima de felicidade,
Um 0,0001% de chance de [talvez] no final as coisas darem certo,
Ou talvez a gente não dê certo no primeiro encontro mesmo.
Talvez a gente não viva “Felizes para sempre”,
Mas é assim, as coisas na vida não foram feitas para durarem pra sempre.

Mas, sabe, eu me cansei de viver de possibilidades.
Eu me cansei de não arriscar mais.
Eu me cansei de não aproveitar o dia (Carpe Diem!).
E (talvez) seja isso mesmo que me falte,
Sair do talvez, da possibilidade.
“Talvez amanhã eu chame ela pra sair”.
“Talvez amanhã eu fale com ele”.
Talvez, talvez…
Talvez você realmente não seja o amor da minha vida,
Mas eu espero estar ligeiramente errado sobre isso.

Talvez as coisas realmente não durem pra sempre, talvez nada dure pra sempre, talvez o final seja mesmo um desencontro esperando para ser encontrado.
Talvez tudo dure o suficiente pra ficar gravado na alma,
O que não significa que não vá durar pra sempre.