Desculpe Tia Nena, mas a não quero mais.

Você tem algum parente que acha que você tem a obrigação de ajuda-lo só por que ele já fez muito por você? Não precisa me responder por que eu sei que a sua resposta é sim. Então hoje eu consegui fazer o que muitos sonham mas não conseguem fazer, hoje eu disse NÃO.

Tia Nena. Uma tia que faz parte da minha criação, sempre me ajudou, sempre orou por mim, ela é uma pessoa muito importante na minha vida. Me lembro muito bem de quando eu quis estudar fotografia, ela me deu uma Nikon incrível para começar a tirar algumas fotos. Me lembro de inúmeras vezes que precisei de dinheiro e ela sempre me ajudava quando podia. Para mim estava mais que comprovado, eu não posso negar nada a essa mulher que tanto me ajudou em momentos difíceis.

Incrível como nos criamos nossas próprias correntes, e damos a nossos senhores, somos escravos de correntes inexistentes, mas essas correntes são as mais difíceis de serem quebradas.

Tia Nena, sempre foi assim, quando tem dinheiro ela faz questão de ajudar a todos. Mas tudo tem um preço, um preço até muito caro. Pois bem, se por um lado ela é uma maravilhosa buscando me ajudar, ela também ajuda certas pessoas que eu não gosto, pessoas que eu não suporto nem estar ao lado. Mas tudo bem, ela é livre e pode ajudar quem for, porém ela não podia ajudar os outros com o meu trabalho. Vou ser mais clara a vocês. Ela faz parte de uma pequena igreja (eu considero até uma ceita) no bairro, uma igreja tão perversa. Me lembro muito bem que quando ela esteve doente, ninguém veio na sua casa fazer uma visita, em quanto ela fazia visitas a casa de enfermos. Na morte de sua mãe ninguém veio, porém ela vai em muitos enterros desses fieis. Não suporto essa gente, não tolero o modo de pensar deles, e não tenho por que aturar uma igreja que faço questão de não participar, porem desde que me entendo por gente, minha tia vem me pedidos para ajudar essa igreja que ela tanto ama (e ninguém a ama). Ajudando fazendo trabalhos gráficos como criar convites, capas de apostilas, escrever hinos, gravar CD’s dentre outros. Sempre fiz tudo isso de mal grado, fazia isso por que era a minha tia, a tia Nena que sempre me ajudou, fiz isso desde eu era uma criança que mexia no computador até os meus 27 anos. Mas hoje não. Hoje eu digo Chega!

Comecei a perceber que relacionamento abusivo estava vivendo aqui dentro. Acho engraçado que relacionamento abusivos é um termo muito usado para uma relação entre um homem e uma mulher, mas existem vários tipo desse tipo de relacionamento. Como esse está acontecendo entre eu e minha tia, ela se acha no direito de em pleno sábado, me pedir para fazer algo para sua igreja. Por que eu simples mente posso falar não, eu não quero? Esse tempo todo, mas de 15 anos eu ajudando uma igreja que não é minha, e ela nunca teve o interesse de apender usar o computador. Esse tempo todo ela me teve, e nunca reparou que eu odiava fazer isso.

Eu: Tia nena precisamos conversar

O que foi morena? ( e como ela sempre me chama)

Eu: Essa é a ultima vez que eu faço algo para a sua igreja.

Tia Nena: Por que?

Eu: Por que não.

Tia Nena: Mas por que isso agora?

Eu: Eu não quero fazer algo para uma igreja que não te valoriza.

Tia Nena: Mas eu não preciso que ninguém me valorize, só Deus.

Eu: Então saia dessa igreja! Eu nunca gostei de fazer nada para essa igreja. Fazia as coisas para você.

Tia Nena: Tudo bem então — Ela sai da sala e me deixa falando sozinha — Se você são quer mas fazer nada para mim tudo bem.

Eu: Eu não falei isso. Eu falei que não quero fazer para a igreja.

Tia Nena: Mas se você parar de fazer as coisas para a igreja, você vai parar de fazer para mim.

Eu: Que seja então, mas para a sua igreja eu não faço mais.

Não foi fácil, ela é uma pessoa que eu amo muito, mas não posso mais viver assim, fazendo algo que você não gosta. Eu sou do tipo de pessoa que peço demissão por que não gosto de trabalhar em um lugar, por que eu demorei 15 anos para pedir demissão para um lugar que nunca recebi um centavo?

Ela não quer me ver, não quer falar comigo, acho que está chorando em sua casa, ela não está passando por um momento delicado em sua vida. Fiquei tanto tempo com medo de dizer isso, que agora eu vi que não foi tão difícil dizer, mas mesmo assim eu me sinto um lixo de magoar a minha tia, mas eu estava pior ainda em ver que estava vivendo em uma escravidão sentimental apenas para não magoar quem eu amo. Percebi também se ela realmente quer servir a sua igreja ela vai arranjar um jeito. Mas não mais com a minha ajuda.