Calamar

Ontem mesmo, o meu sonho era conseguir comprar um computador com processador Pentium III. Hoje, o meu sonho é fazer parte da era da Inteligência Artificial, de fato. O mundo mudou tão rápido que mal consigo ver seus movimentos.
Fico o tempo todo pensando sobre coisas novas e a dúvida que não quer calar é: 
 — O que eu estava fazendo mesmo?!
Preciso aprender a arte de ler mentes.
Preciso começar a mudança, mas não qualquer mudança. A mudança. É, eu preciso definitivamente ler mentes.
Quero construir algo disruptivo, inspirador, centrado no ser humano, mesmo sendo tão tecnológico. Algo lindo. Algo lindamente transformador, mesmo que assuste de início. 
Quero tocar a vida das pessoas criando tecnologias melhores, mais úteis, mais significativas e mais impactantes.
Sou destinada a moldar o mundo que me rodeia com toda a certeza de que que este mundo me moldará também, sem temer.
Posso mudar, posso crescer, posso pensar, posso agir e posso inspirar. 
Quero inspirar. Preciso de qualquer forma inspirar o mundo a ser melhor.

A single golf clap? Or a long standing ovation?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.