O mínimo esforço possível pra transar com um cara — e como isso melhorou minha vida sexual
Débora Nisenbaum
1.7K62

Esse texto me abraça tanto! Entendo os comentários de certas pessoas que pontuam que você já é “bonita, branca e magra” e isso torna muito mais fácil pra você (pra gente, na verdade) quebrar esse protocolo todo. É verdade. Mas eu to do seu lado e sei que somos o 1% ainda. É foda sair todo dia sem maquiagem, sem escovar o cabelo curtinho (ainda não sei como consegui passar anos da minha vida com uma cabeleira encaracolada que tomava duas horas do meu dia só pra ser escovada, porque nunca tive paciencia de cuidar de nada.), sem fazer a unha e me deparar com minhas amigas fazendo cover das Angels da Victoria’s Secrets. Mas alguém tem que quebrar a corrente. Tem que começar de algum lugar e se eu tiver que ser o bode expiatório que vai mostrar que dá pra ser mulher e ter o mesmo nível de “vaidade” do homem comum, eu serei com louvor. E você também pelo visto. Vamos juntas!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.