Chapeuzinho vermelho

Era uma vez, uma bela menininha de cabelos loiros e cacheados, que morava com a sua mãe em um vilarejo aos arredores de uma floresta grande e densa, onde no seu interior morava sua avozinha, que com a idade era muito frágil.
 Com a comemoração de Natal, uma importante data para reunir a família, a menina e sua mãe planejaram e arrumaram todos os preparativos para a festa na qual a sua avozinha iria participar.
 A mãe da menininha arrumou e fez toda a ceia, mas muito cansada não tinha forças para ir até a floresta e buscar a avó junto com a filha, então pediu que a filha fosse sozinha.
- Minha filha, vá buscar sua avó para comemorar a ceia conosco.
- Claro, mamãe.
- Mas muito cuidado na floresta, atenção com o caminho e não fale com desconhecidos.
 Então a bela menininha foi pelo caminho que sempre tomava com a mãe para chegar até a casa da avó. Cantando e pulando pelo caminho a garota não sabia que estava sendo perseguida por um enorme e maldoso lobo. O Lobo estava faminto, não comia nada há 3 dias e com o cheiro da ceia das casas vizinhas, sua fome só aumentava. Ao ver garotinha desatenta e desacompanhada, o Lobo viu uma ótima oportunidade para a sua Ceia natalina.
 A menininha feliz chegou à casa da avó e ela já estava pronta para ir para a casa da menininha. Então as duas foram seguindo o caminho de volta. No meio da estrada o enorme e faminto Lobo pulou na frente delas e devorou as duas, uma atrás da outra.
 Após de sua refeição, o Lobo muito satisfeito foi em buscar de um lugar para descansar. Mas um caçador que estava no caminho de casa avistou o Lobo com uma enorme barriga andando pela floresta. O caçador a tempos perseguia o Lobo, que roubava e comia as galinhas e os carneiros dos moradores do vilarejo. Então, o caçador resolveu seguir o Lobo até as margens de um rio, onde lá ele dormia profundamente. Ao se aproximar o caçador observou que a barriga do Lobo se mexia de uma forma completamente anormal, foi então que o caçador pegou uma enorme tesoura e cortou a barriga do animal. Assim a menininha e o sua avó, muito assustadas, foram libertadas.
-Muito obrigada por tirar a gente lá era muito escuro e apertado, minha avó quase não conseguia respirar.
- Por nada e agora devemos dar a esse Lobo o castigo que ele merece.
 A menininha teve uma idéia, pegou várias pedras na margem do rio e com a ajudar do caçador as colocaram na barriga do Lobo e esperaram o Lobo acordar. Quando despertou, o Lobo se assustou com aquelas pessoas em sua volta e acabou dando um pulo tão alto que o Lobo caiu no meio do rio e com todas as pedras no seu estômago acabou ficando preso no fundo do rio e não conseguiu voltar para a superfície.
 O caçador enfim foi para casa a sua casa e a menininha e sua avó chegaram para a ceia, felizes e satisfeitas com a maravilhosa ceia elas foram para a sala onde a mãe deu um presente para filha. Era uma belíssima capa vermelha, na qual própria mãe fez com gosto para a filha. A menina gostou tanto do presente que usava a capa em todo lugar. De tanto usar a capa, a vizinhança resolveu lhe dar um apelido, Chapeuzinho Vermelho.

Fim