Hoje é meu aniversário e eu amo fazer aniversário pois é um diaonde repenso a vida, ajusto rotas e sigo em frente. Há um ano atrás eu nem imaginava que esse aniversário seria tão mais importante que todos os outros. Que ele seria como um alvo onde miramos, calculamos, tentamos acertar mas a natureza não permite, ela tem pressa.

E antes que eu pudesse argumentar com o senhor do tempo, ela disse mais alto quem chegaria e chegou.

Sem dizer nada. Sem aceitar nem não nem sim como resposta. Tendo como principal virtude a própria existência. Como voz apenas o choro.

Seus olhinhos de jabuticaba hoje são meu Presente. Seu sono de paz, seus bocejos, seu olhar são obra prima do próprio criador.

E hoje no meu aniversário do que mais preciso pra sorrir? Tenho mais um ano de vida e um pequeno ser para ser a coisa mais definitiva dessa vida.

Não sei quantas mudanças isso tudo causará, mas é o desafio mais maravilhoso e ao mesmo tempo assustador que já recebi na vida!

Depois desse aniversário nunca mais serei o mesmo. Antes eu era apenas um cara, hoje sou o pai da Ana Flor e assim será para sempre!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.