Café e contemplação.

Quem assistiu a recente e incrível Stranger Things se identificou muito com a frase “Manhãs são para café e contemplação”.

Me incluo entre os apreciadores dessa filosofia, mas devo confessar que não pratico. O que seria do nosso dia se utilizassemos parte do nosso tempo para contemplação?

“Con.tem.pla.ção” — mente em abstrações; meditação, reflexão.

Das interpretações linguísticas da palavra, essa é a minha escolhida. Nós vivemos na geração da informação e desinformação, do saber e logo esquecer. Do fazer, produzir e repetir. Hoje é raro dedicar tempo para refletir, refletir de verdade a ponto de abstrair, de viajar e esquecer onde começou e se sentir bem com isso. Completo.

Hoje buscamos ter — saber — fazer para de alguma forma completar.


Você tem parado para contemplar?