Aquele forró agarrado, aquele beijo xonado. E noites que não tem mais fim. Aquele cheiro no cangote, aquele olhar que ninguém pode. E um amor que eu só posso dizer sim. Uma noite insana, uma manhã serena.O conforto do seu peito, infinitos chamegos. E um pedido “se entrega pra mim”.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.