Ela é aquilo que chamam de tóxico. E eu não encontrei o antídoto.

Me apunha-la pelas costas. Golpeia diariamente. Incansavelmente.

E eu resisti. Sem sucesso.

Eu falhei porque cansei de lutar.

A energia é esgotável e eu me esgotei.

Você não vê as lagrimas que brotam nos cantos dos meus olhos?

Elas são lentas, vagarosas. E isso é o único sinal de serenidade que há em mim.

Em todo esse caos, não encontrei a bandeira branca. Não a estendi.

Sou vencida, mas quero paz.

Tenho, em mim, uma adversária silenciosa. Não percebe que já desisti?

Like what you read? Give narciso a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.