Ciclo Eliminatório de Parasitas

Dolorida vida, que nos renova cada vez mais velhos. Com nossas células constantemente regredindo nós conspiramos para o nosso fim.


O sol falece a cada noitada. As nuvens fogem de medo e de dor. As flores murcham na nossa sacada. Poucos segundos esfaqueiam o amor.

E o mundo desanda em passos apressados,
enquanto teus presentes se tornam passados.

Nesse curto pedaço de existência que conquistamos,
comemos, bebemos, sofremos e amamos.

Nesse curto pedaço que somos condenados
uns morrem por fome e, outros, eternizados.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Jash’s story.

Responses
The author has chosen not to show responses on this story. You can still respond by clicking the response bubble.