Freely

encosto

no encosto

que é teu peito

grande

quente

cheio

onde de perto escuto

no silêncio do nosso amor

teu coração bater

puro

rápido

cansado

depois de revirar a cama

de deixar

- ali e em mim -

teus rastros

ali me esquento

ali penso

ali me (nos) invento

ali o tempo para

e vejo o gosto

dos teus pensamentos

saboreio a cor

do nosso e singular silêncio

nossa telepatia canta pelo quarto

me desfaço nessa nossa alegria

nesse ato

eterno

de crescermos juntas

ali transbordamos

ali

encosto

no encosto

que é teu peito

te beijo.

Naquele emaranhado de nós

me vi livre pra nos amar por inteiro.

-JadeMaria

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Jade’s story.